Dória quer privatizar Pacaembu. Condephaat faz restrições

Calma lá, prefeito. O Estádio do Pacaembu é um patrimônio de São Paulo, tem “caráter público” e não vai ser esculhambado pela iniciativa privada. O Condephaat quer que seja mantido o "caráter público” do espaço

Calma lá, prefeito. O Estádio do Pacaembu é um patrimônio de São Paulo, tem “caráter público” e não vai ser esculhambado pela iniciativa privada. O Condephaat quer que seja mantido o “caráter público” do espaço

Da Redação com informações da coluna de Mônica Bérgamo

O prefeito eleito de São Paulo, João Dória, quer privatizar o estádio do Pacaembu. O Condephaat faz diversas restrições. A principal delas é que “seja mantido o caráter público” do espaço, o que acarreta várias medidas.

A Praça Olímpica atrás do estádio, por exemplo, deve continuar a ser acessível ao público. Esta exigência faz parte de uma lista que o órgão enviou à prefeitura.

Além disso, o estádio deve ser preservado, bem como as suas características arquitetônicas, como o anel superior das arcadas e a relação do campo com as arquibancadas, conforme informa a coluna de Mônica Bérgamo.

Estádio do Pacaembu

O Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, mais conhecido por Estádio do Pacaembu ou simplesmente Pacaembu, está localizado no bairro do Pacaembu, na zona central de São Paulo. Foi inaugurado na década de 1940 com capacidade para 70 mil espectadores e, na época, era considerado o mais moderno estádio da América do Sul.

Além do campo de futebol, parte mais conhecida, o local também abriga o Complexo Esportivo do Pacaembu, o Museu do Futebol, que fica em baixo das arquibancadas do estádio. Pertencente, por enquanto, à prefeitura da capital paulista e pode ser alugado para a realização de eventos diversos.

Você gosta de ler a Fórum? Então vai pra Cuba! Fique sócio agora e concorra a uma viagem por nossa conta em 2017.

https://revistaforum.com.br/socio/

Foto: Paula Marina Castro

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR