Fórumcast, o podcast da Fórum
15 de dezembro de 2015, 12h52

“É livre, mas é nossa”: A reação de manifestantes de Copacabana com a presença de skatistas

O protesto pelo impeachment em Copacabana, no Rio de Janeiro, contou com um incidente: a truculência da polícia contra skatistas que realizavam um encontro anual. O grupo - em sua maioria, negros - foi violentamente dispersado pelos policiais, com o apoio de manifestantes que afirmavam que era "tudo vagabundo" ou "infiltrado do PT". Assista.

O protesto pelo impeachment em Copacabana, no Rio de Janeiro, contou com um incidente: a truculência da polícia contra skatistas que realizavam um encontro anual. O grupo – em sua maioria, negros – foi violentamente dispersado pelos policiais, com o apoio de manifestantes que afirmavam que era “tudo vagabundo” ou “infiltrado do PT”. Assista 

Por Redação 

A manifestação pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff na praia de Copacabana (RJ), no último domingo (13), terminou sem maiores incidentes para os manifestantes de verde e amarelo. Um grupo composto por cerca de 700 jovens – em sua maioria negros -,  que não usavam camisetas do Brasil e nem empunhavam bandeiras, no entanto, foi alvo de violência policial e hostilização.

“Tudo vagabundo. Vagabundo que faz isso. Vai trabalhar, pagar imposto”, bradou uma manifestante sobre a confusão que tinha acabado de acontecer quando a Polícia Militar, de forma truculenta, dispersou o grupo que integrava, na verdade, um encontro anual de skatistas do Rio de Janeiro.

“É gente do PT, Psol, PCdoB. É pra confundir a coisa”, disse outra ativista pelo impeachment, afirmando que a rua “é livre, mas é nossa”. “Isso é um evento que ocorre todo ano. A polícia achou que era confusão, já chegou dando tiro de borracha. Eu saí correndo, nem sei onde estão meus amigos agora”, disse um jovem skatista.

Veja também:  Amoêdo flagra apoio da prefeitura a ato de filiação do PSL na praia de Copacabana

Confira abaixo o vídeo que mostra a reação dos manifestantes de Copacabana com a presença dos jovens.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum