Edmilson Rodrigues, prefeito de Belém, volta a ser internado

O político, que teve Covid recentemente, sentiu fortes dores nas costas e foi encaminhado para uma unidade de emergência

O prefeito de Belém (PA), Edmilson Rodrigues, foi internado no fim da tarde deste sábado (23). De acordo com informações divulgadas pela sua assessoria de imprensa, Rodrigues sentiu fortes dores nas costas e foi encaminhado para a unidade de urgência do Hospital Porto Dias.

O comunicado divulgado por meio das redes sociais do prefeito de Belém também informou que o prefeito ficou impossibilitado de se locomover por conta das dores.

De acordo com a deputada federal Vivi Reis (PSOL), Edmilson Rodrigues será submetido a uma cirurgia de ermegência nos pulmões.

Recém-curado da Covid-19

O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL), recebeu alta médica na manhã da última terça-feira (19) após ficar quase duas semanas internado no Hospital da Beneficente Portuguesa do Pará para tratar a Covid-19.

Em publicação feita na sua página oficial no Twitter, o parlamentar agradeceu ao Sistema Único de Saúde (SUS).

“Sou eternamente grato ao Sistema Único de Saúde que me atendeu com todo carinho. Sou um homem de 64 anos, e nunca tinha sido internado em um hospital, então o meu coração é só gratidão. Muito obrigado a todos e todas que me mandaram orações, apoio e votos de melhoras. Viva o SUS!”, escreveu o psolista.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR