Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de fevereiro de 2020, 23h30

Edu Goldenberg vai à Justiça para evitar desperdício de medicamento entregue a seu cliente

O prejuízo aos cofres públicos seria de 218,4 mil

O advogado Edu Goldenberg foi à Justiça para pedir que o Ministério da Saúde recolhesse quase 170 unidades de um remédio entregue a mais a um cliente seu.

Ele contou ao Metrópoles que seu cliente tem um problema hormonal e precisa fazer reposição com um medicamento que custa R$ 1,3 mil a ampola. Depois de ter o fornecimento interrompido algumas vezes,  o paciente finalmente recebeu o medicamento: chegaram em sua casa 180 unidades do remédio de uma só vez, o suficiente para 15 anos de tratamento.

O paciente utiliza apenas uma ampola por mês e o remédio só tem validade de um ano, ou seja, só 12 unidades poderiam ser utilizadas. O prejuízo aos cofres públicos seria de R$ 218,4 mil.

O ministério confirmou o erro. Segundo eles, o problema teria sido uma “incompatibilidade entre as unidades de medida”.

Segundo Goldenberg, o ministério ordenou o recolhimento nesta quinta (6). 168 foram recolhidas e recuperadas pela União.

“Os procedimentos foram realizados levando em conta a quantidade de UI (Unidade Internacional) necessárias ao atendimento ao paciente. Entretanto, a dispensação do medicamento ocorre em outro sistema, que utiliza como padrão a unidade de medida de frasco, para execução de suas tarefas”, declarou a assessoria ao Metrópoles.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum