Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de dezembro de 2019, 08h34

Eduardo Bolsonaro tenta falar sobre turismo e, mais uma vez, dá vexame nas redes

Dudão comparou erroneamente turistas por km² do Brasil com a Velha Jerusalém, uma área dentro de uma cidade

Eduardo Bolsonaro (Reprodução/Twitter)

O deputado federal Eduardo Bolsonaro soltou mais uma das suas. O filho do presidente Jair Bolsonaro lançou dados de números de turistas por quilômetro quadrado em vários lugares e fez a equiparação com o Brasil.

De acordo com a tabela do deputado, que compara o país com uma área dentro de uma cidade, sem um mínimo de apuro técnico, o Brasil está bem abaixo de lugares como Velha Jerusalém e Bahrein:

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

-Velha Jerusalém: 12/1km

-Bahrein: 9/750km

-Brasil: 6,6/8.500.000km

O próprio deputado, antevendo a besteira que acabara de postar, preveniu seu público leitor: “Óbvio que turismo não se resume à área do país, mas os números assustam, ainda mais sabendo-se do nosso potencial em belezas naturais, ambientes e culturas”.

Internautas rebateram os cálculos de Eduardo Bolsonaro que, mesmo assim, não se conteve e disse que vai lançar “cursos de interpretação de português. Isso certamente melhorará o nível do turismo”.

Velha Jerusalém

Rodeada por muros antigos, a Cidade Antiga é um sítio histórico inscrito como patrimônio mundial da Unesco. É o lar de lugares sagrados, como o Muro das Lamentações, o Santuário islâmico Domo da Rocha e a Basílica do Santo Sepulcro, que data do século 4. Lojas e mercados vendendo mantas de oração, rosários e cerâmicas enchem as ruelas movimentadas, enquanto barracas de comida servem falafel, pita e suco fresco. Em uma fortaleza medieval, o museu Torre de Davi conta a história da cidade.

Melhor seria o deputado tentar uma comparação com Brasília ou a cidade do Rio de Janeiro. Mesmo assim, a quantidade de turistas por metro quadrado jamais seria a tomada ideal de referência.

Dados do Fórum Econômico Mundial

Numa coisa, no entanto, o deputado tem razão. O Brasil tem que melhorar no seu receptivo internacional. O Fórum Econômico Mundial lançou, em setembro deste ano, o Relatório de Competitividade em Viagens e Turismo (TTCR), em que classifica 140 países em seus pontos fortes relativos ao Turismo e viagens globais. O Brasil aparece apenas em 32º no ranking.

Os dez principais países da lista representam mais de um terço das chegadas internacionais: Espanha, França, Alemanha, Japão, Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Itália, Canadá e Suíça.

O relatório alerta, e ai vai uma dica ao Dudão, que fatores como viagens menos caras e redução de barreiras turísticas aumentam a demanda para níveis insustentáveis. Em 2018, a chegada de turistas internacionais ultrapassou 1,4 bilhão, superando as previsões em dois anos.

“Com as barreiras e os custos de viagem em declínio, muitos países aumentaram significativamente sua posição competitiva no Turismo global”, comenta o chefe de Mobilidade do Fórum Econômico Mundial, Christoph Wolff. “Os países podem aproveitar essa oportunidade para gerar retornos econômicos e de desenvolvimento, mas devem abordar lacunas na infraestrutura e na proteção ambiental para garantir que esses retornos possam ser alcançados a longo prazo.”

Com informações do Panrotas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum