Fórumcast, o podcast da Fórum
12 de março de 2017, 10h35

Em entrevista, Temer diz que deixou o Palácio da Alvorada por medo de fantasma: “Não conseguia dormir”

Ele afirmou à Veja que teve insônia desde a primeira noite na residência oficial da presidência: "A energia não era boa".

Ele afirmou à Veja que teve insônia desde a primeira noite na residência oficial da presidência: “A energia não era boa”

Por Redação

Em entrevista para a revista Veja, Michel Temer revelou o motivo pelo qual deixou de morar no Palácio da Alvorada, residência oficial da presidência. Ele voltou com a família para o Jaburu poucos dias depois da mudança.

“O Palácio da Alvorada tem um monte de quartos, uns oito, todos muito grandes. Tudo muito amplo, bonito. Mas senti uma coisa estranha lá. Eu não conseguia dormir, desde a primeira noite. A energia não era boa”, afirmou.

A decisão foi criticada após haver uma reforma de mais de R$ 20 mil para adaptar o Alvorada às necessidades do filho de Temer. Sobre a falta de adaptação ao lugar, o peemedebista completou: “A Marcela sentiu a mesma coisa. Só o Michelzinho, que ficava correndo de um lado para outro, gostou. Chegamos a pensar: será que tem fantasma?”.

Foto: Lula Marques


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum