O que o brasileiro pensa?
26 de março de 2020, 19h05

Em meio a pandemia de coronavírus, governo Bolsonaro ataca pesquisa científica e reduz financiamento

Portaria publicada hoje exclui as ciências humanas das prioridades de projetos de pesquisa no CNPq. Nova regra também reduziu número de bolsas na Capes

Jair Bolsonaro - Foto: Reprodução

Em meio à pandemia do coronavírus, o governo Jair Bolsonaro voltou a atacar as pesquisas na área de ciências humanas. Uma portaria do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) do último dia 24 de março excluiu as ciências humanas das prioridades de projetos de pesquisa no CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) até 2023.

Na semana passada, a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), ligada ao MEC (Ministério da Educação), já tinha alterado as regras para concessão de bolsas que haviam sido publicadas em fevereiro.

As medidas reduzem drasticamente os mecanismos de financiamento de pesquisas na área das ciências humanas. As mudanças seguem a visão limitada do governo de que o fomento à ciência tem de dar retorno imediato, uma prática que não encontra apoio na ampla maioria dos países com tradição em financiamento de pesquisa.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum