Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
19 de janeiro de 2020, 14h11

Em ônibus de Curitiba, mulher negra é vítima de racismo e falsa acusação de furto

No vídeo, que está viralizando nas redes sociais, a vítima é abordada pela polícia depois que vários passageiros a acusam a carteira de uma idosa. Na verdade, quem cometeu o crime foi uma mulher branca.

Mulher negra é vitima de racismo, ao ser revisada em ônibus em Curitiba (foto: reproduçao)

Um vídeo que está tendo grande repercussão nas redes sociais mostra uma mulher negra sendo acusada por outros passageiros de um ônibus de ter furtado a carteira de uma senhora idosa. A cena aconteceu em Curitiba.

Depois de ser abordada pela polícia, apesar de dizer que não havia feito nada. Minutos depois, um homem que acompanhou a cena, apontou outra mulher, de pele branca, como autora do furto, e a carteira efetivamente foi encontrada em mãos dessa segunda acusada.

A cena foi filmada por uma das passageiras, a vendedora Evelyn Duarte, que também fez o seu relato da história: “chegou o momento em que os envolvidos foram para perto do motorista do ônibus e a idosa que teve a carteira roubada disse que chamaria a polícia. O marido desta senhora, um homem branco, repetia o tempo inteiro que a mulher negra que estavam acusando era a responsável pelo furto. Chegou a dizer, inclusive, que tinha visto a moça cometer o crime (…). Quem entrou no ônibus começou a acusá-la injustamente sem saber o que tinha acontecido, assim como todas as pessoas que já estavam lá dentro”.

A versão de Duarte não parou por aí: “todo mundo estava observando a ação, mas ninguém se meteu. Quando a verdade veio à tona e viram que a culpada era a outra mulher, o idoso sequer pediu desculpa à primeira suspeita. A mulher dele veio se desculpar comigo, mas não era a mim que ela devia desculpas (…). Quem estava julgando era a sociedade, as pessoas dentro do ônibus, sem ao menos conhecê-la. Dói, dói muito. Eu segurava o choro porque mulher preta tem que ser forte o tempo todo, mas a gente nunca consegue. Quis passar para essa mulher muita força e, principalmente, que ela não precisava passar por isso sozinha”, desabafou a vendedora, que o desenrolar do fato, acusou os demais passageiros do ônibus de racismo – como pode ser verificado no vídeo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum