Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

22 de agosto de 2019, 12h52

Enquanto Bolsonaro culpa ONGs por queimadas, Maia anuncia grupo de trabalho para propor soluções

Presidente da Câmara anunciou que será criada uma comissão geral nos próximos dias para avaliar a situação e propor soluções ao governo Bolsonaro

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro ocupa-se, ora como cabo eleitoral de Maurício Macri, ora em responsabilizar “ongueiros” pelo crescimento das queimadas na Amazônia, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) anunciou nesta quinta-feira (22) que a Casa deve criar uma comissão para propor ações que ajudem o governo a resolver o problema do fogo que consome parte de nossas florestas.

A reação da Câmara também acontece na mesma semana em que dados divulgados pelo Inpe mostram que os focos de incêndios no Brasil, entre 1 de janeiro e 19 de agosto deste ano, tiveram uma alta de 82% em comparação ao mesmo período de 2018.

“A Câmara vai criar uma comissão externa para acompanhar o problema das queimadas que atingem a Amazônia”, disse Maia nesta manhã no Twitter. “Vamos realizar também uma comissão geral nos próximos dias para avaliar a situação e propor soluções ao governo”, afirmou.

Questionado sobre quais ações seriam tomadas pelo governo a fim de diminuir o impacto das queimadas, Bolsonaro optou por culpar ONGs, sem no entanto apresentar nenhuma prova das acusações.

“O crime existe. Isso temos que fazer o possível para que não aumente, mas nós tiramos dinheiro de ONGs, 40% ia para ONGs. Não tem mais. De modo que esse pessoal está sentindo a falta do dinheiro. Então, pode, não estou afirmando, ter ação criminosa desses ongueiros para chamar atenção contra minha pessoa, contra o governo do Brasil”, afirmou, em entrevista ao deixar o Palácio da Alvorada.

Em entrevista ao programa Fórum 21 dessa quarta, Adriana Ramos, do Instituto Socioambiental (ISA) criticou a postura do presidente em terceirizar a busca de soluções para o grave problema que atinge a sobrevivência da Amazônia.

Veja abaixo a entrevista completa:

 

 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum