Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de janeiro de 2020, 23h24

Enquanto Moro é entrevistado no Roda Viva, Lula assiste “Olhos que condenam”

Baseado numa história real, o filme mostra como o racismo da sociedade estadunidense definiu a sorte dos acusados independente dos argumentos das defesas

Cena de "Olhos que Condenam", minissérie da Netflix (Foto: reprodução)

Era noite de segunda-feira (20) e Luiz Inácio Lula da Silva não queria ver o ex-juiz e agora ministro da Justiça Sérgio Mor sendo entrevistado por uma simpática bancada de entrevistadores no Roda Viva. Mas talvez tenha se inspirado nele para escolher outro programa, uma minissérie estadunidense que também remete a um caso de injustiça.

“Assistindo `Olhos que Condenam´. Tem na Netflix Brasil. Recomendo”, escreveu o ex-presidente, em sua conta de Twitter, às 22h26. A entrevista de Moro começou pouco antes disso.

“Olhos que Condenam” é uma minissérie estadunidense criada pela diretora Ava DuVernay – realizadora do também impactante documentário “A 13ª Emenda”.

Baseada numa história real, a película conta o caso de cinco adolescentes negros do Harlem (Antron McCray, Kevin Richardson, Yusef Salaam, Raymond Santana e Korey Wise) que foram condenados por um estupro cometido no Central Park de Nova York, e que eles não cometeram. Entre outros elementos, o caso mostra como o racismo da sociedade estadunidense definiu a sorte dos acusados independente dos argumentos das defesas.

A minissérie tem quatro episódios, os três primeiros têm pouco mais de uma hora, o último tem quase uma hora e meia.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum