O que o brasileiro pensa?
13 de julho de 2020, 23h03

Entregadores de aplicativo de São Paulo fazem nova paralisação nesta terça

Movimento reivindica repasse mínimo das empresas, aumento na remuneração e fim dos bloqueios; greve nacional está prevista para 25 de julho

Breque dos entregadores de aplicativos (Reprodução)

Entregadores de aplicativo farão nova paralisação na próxima terça-feira (14) em São Paulo. A principal motivação do protesto é a falta de valores mínimos repassados aos profissionais pelas empresas.

Localizada apenas na capital, essa é a segunda paralisação da categoria. Em 1º de julho, milhares de entregadores tomaram as ruas contra a precarização de seu trabalho não apenas da capital paulista, mas de diversas cidades de todo o país, como Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Porto Alegre e Salvador. A próxima greve nacional de está prevista para o dia 25 de julho.

A mobilização paulista desta terça está marcada para começar às 9h, em frente à sede do Sindimoto, no Brooklin, zona sul da capital. Os trabalhadores seguem ao meio-dia para a Câmara Municipal, onde protestarão contra o projeto de lei 130/2019, de autoria do vereador Camilo Cristófaro (PSB), que inclui o microempreendedor individual e os aplicativos na lei que regulamenta o motofrete. Às 16h, os entregadores planejam ir ao Tribunal Regional do Trabalho, na Rua da Consolação.

O entregadores querem o aumento do valor por entrega realizada, o aumento do valor pago por km rodado e o fim das punições de bloqueios e desligamentos e do sistema de pontuação e restrição dos locais de trabalho.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum