Fórumcast #19
05 de agosto de 2015, 19h42

EUA controlam 90% das comunicações e vigiam informações há quase meio século, diz site

Sistema foi criado para espionar comunicações via satélite da União Soviética e se concentrava nos sinais eletrônicos de potências ocidentais

Sistema foi criado para espionar comunicações via satélite da União Soviética e se concentrava nos sinais eletrônicos de potências ocidentais

Por Opera Mundi

Desde 1966, meios de comunicações como transmissões por satélite ou telegrafia são espionadas pelos Estados Unidos. O programa segue ativo e funciona ainda hoje, tendo o controle de 90% das comunicações a nível mundial através de 120 estações fixas e satélites geoestacionários. É o que revela o jornalista Duncan Campbell no site The Intercept.

Em seu artigo, o jornalista britânico conta a história do sistema de vigilância, também conhecido como Projeto P415 e expõe elementos filtrados pelo ex-contratista da NSA Edward Snowden, refugiado atualmente na Rússia.

Fonte:  Washington Post e Vox

Fonte: Washington Post e Vox

Os documentos confirmam que o mecanismo foi criado na década de 1960, logo após o início da operação de satélites de comunicação na órbita terrestre. A rede, batizada de Frosting, tinha dois programas principais: o Transient, destinado às comunicações via satélite da União Soviética, e o Echelon, que se concentrava nos sinais eletrônicos de potências ocidentais.

Veja também:  Carlos Bolsonaro publica lista de políticos com transações suspeitas e expõe o próprio irmão

Assim, Echelon foi, por anos, um serviço de espionagem por meio do qual eram interceptadas transmissões por satélite ou telegrafia com a comunicação de milhões de pessoas. O programa utilizava sistemas avançados para buscar palavras chaves e frases que pudesse ter informação relevante.

Campbell relata que conheceu Echelon durante uma viagem que fez em 1988 aos Estados Unidos, quando foi informado sobre o sistema de vigilância operado em conjunto por serviços de inteligência britânicos e norte-americanos.

Com o tempo, ambos os programas foram fundidos no Fornsat.

De acordo com Campbell, “desde o começo de minhas investigações [as redes de vigilância] revelaram um alcance inimaginável da vigilância governamental, convivência e encobrimento pelos governos britânicos e norte-americano. A NSA e seus sócios a fizeram para que tudo o que comunicamos pudesse ser potencialmente analisado”.

O Echelon ainda está ativo e funciona tendo controle de 90% das comunicações em todo o mundo, como revelou Snowden anteriormente.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum