Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
07 de fevereiro de 2020, 22h08

Evo Morales lança acordo para promover a paz na Bolívia

Ex-presidente, que está no exílio na Argentina, propôs a iniciativa visando as eleições de 3 de maio, e fez um apelo para “garantir um ambiente de paz” em seu país natal

O termo “grande acordo nacional” pode não soar bem no Brasil, devido ao seu uso em nosso passado recente, mas na Bolívia ele já tem nova conotação, já que foi o nome escolhido por Evo Morales para batizar a proposta com a qual ele pretende defender “um ambiente de paz” em seu país, visando as eleições de 3 de maio.

Em comunicado publicado junto com a divulgação do acordo, Morales afirmou que “a violência gera, como consequência, mais violência, e o que precisamos para recuperar a normalidade é de entendimento entre todos”.

Presidente do partido MAS (Movimento Ao Socialismo) e agora candidato a senador, Evo Morales fez um apelo para que seus seguidores evitem confrontações com representantes da direita durante a campanha.

“Temos visto que aumentaram os casos de racismo e discriminação. Algumas pessoas são perseguidas e agredidas simplesmente por vestir uma roupa de determinada cor, ou por militar em um partido político. A desconfiança não pode nem deve se consolidar em nossa vida cotidiana”, comentou o ex-mandatário.

Para evitar essas situações, Morales lançou uma lista de dez recomendações, que ele pede que sejam “iniciativas coletivas” em favor da paz durante a campanha eleitoral. “São ideias que visam fazer com que as eleições sejam um verdadeiro cenário de reencontro entre bolivianas e bolivianos, para fechar todas as feridas da nossa sociedade”, explicou.

As dez medidas propostas por Evo são as seguintes:

  1. Erradicar o discurso de ódio nas ruas, nas redes, nos meios de comunicação. E também erradicar o racismo e todas as formas de discriminação.
  2. Erradicar as notícias falsas, as mentiras, a guerra sucia em toda a campanha eleitoral.
  3. Desarticular todos os grupos de choque, paramilitares e outros que atentam contra a vida, a integridade física e a liberdade das pessoas.
  4. Garantir a todos os partidos políticos o direito de fazer campanha livremente em todo o território nacional.
  5. Garantir que todas as sedes de campanha sejam respeitadas.
  6. Garantir que esta campanha eleitoral se caracterize pelo debate de ideias e a contraposição de programas de governo para o povo escolha as que considere melhores.
  7. Garantir o respeito tanto à Whipala (bandeira indígena) quanto à pollera (traje indígena) e à gravata.
  8. Garantir que as instituições como a Polícia e as Forças Armadas cumpram devidamente com seu rol constitucional.
  9. Que seja preservado o voto de todas e de todos os bolivianos, que nenhum grupo atente contra as instalações dos Tribunais Eleitorais.
  10. Garanta a participação efetiva da comunidade internacional, para que sejam testemunhas e garantias de transparência em todas as etapas do processo eleitoral.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum