Fórumcast, o podcast da Fórum
08 de maio de 2015, 20h31

Ex-diretor da Câmara afirma que Cunha foi o verdadeiro autor de requerimentos

Segundo Luiz Antonio Eira, que trabalhou no Centro de Informática da Câmara, Eduardo Cunha seria o autor de dois requerimentos protocolados para investigar empresas suspeitas de pagamento de propina; o objetivo do parlamentar seria forçá-las a continuar dando dinheiro a ele.

Segundo Luiz Antonio Eira, que trabalhou no Centro de Informática da Câmara, Eduardo Cunha seria o autor de dois requerimentos protocolados para investigar empresas suspeitas de pagamento de propina; o objetivo do parlamentar seria forçá-las a continuar dando dinheiro a ele

Por Redação

De acordo com informações do ex-diretor do Centro de Informática da Câmara, Luiz Antonio Eira, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi o verdadeiro autor de dois requerimentos protocolados para investigar empresas suspeitas de pagamento de propina. Eira deu as declarações durante depoimento à Procuradoria Geral da República (PGR).

Segundo afirmou o doleiro Alberto Youssef, a ação teria o objetivo de forçar essas empresas a continuarem pagando propina ao parlamentar. Assim, ficou a cargo da deputada Solange Almeida (PMDB-RJ), colega de Cunha, a tarefa de inserção dos dados no sistema. A autoria dos documentos pelo login de Cunha também foi confirmada pela Secretaria de Pesquisa e Análise da Procuradoria.

Conforme a PGR registrou no pedido enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), existia a “franca possibilidade” de que as provas fossem “destruídas, alteradas ou suprimidas”, “especialmente os registros do sistema e outros dados mantidos pela área de Tecnologia da Informação da Câmara dos Deputados”.

O relator do inquérito que investiga Cunha, ministro Teori Zavascki, autorizou a operação de busca de dados no gabinete do deputado, o que foi feito nessa semana.

Foto de capa: Arquivo/Agência Brasil


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum