Entrevista exclusiva com Lula
13 de abril de 2017, 09h42

Ex-editor do JN critica Globo: “Grosseira manipulação”

Em seu perfil no Facebook, Mario Marona, que trabalhou como editor-chefe do Jornal Nacional, revela as estratégias da emissora para prejudicar a imagem de Dilma Rousseff.

Em seu perfil no Facebook, Mario Marona, que trabalhou como editor-chefe do Jornal Nacional, revela as estratégias da emissora para prejudicar a imagem de Dilma Rousseff

Por Mario Marona*, em seu Facebook

GROSSEIRA MANIPULAÇÃO

A GloboNews acaba de botar no ar longo trecho de depoimento de Marcelo Odebrecht em que ele cita Dilma.

Uma história sobre corrupção na Petrobras, com flagrante tom de fofoca.

A emissora vende a notícia como se fosse uma denúncia de envolvimento da ex-presidenta.

Mas o vídeo demonstra exatamente o oposto: Dilma não sabia do caso de suborno abordado no interrogatório e, quando soube, cobrou responsabilidades dos supostos envolvidos. Marcelo chega a relatas que o então ministro Edison Lobão contou a ele que foi duramente interpelado por Dilma, depois deste encontro. E diz que Dilma surpreendeu-se, inclusive, ao ser informada por ele que gente do PT também poderia estar recebendo propina. Marcelo ressalta que esta foi a única vez em que tratou este tipo de assunto com Dilma.

Posteriormente, depois desta suposta conversa, Dilma afastou vários executivos da Petrobras, justamente por ter passado a suspeitar da idoneidade deles.

Mas a imprensa transforma a declaração do delator no seu exato oposto.

Interpreta como sinal de culpa o que na verdade é uma indicação de lisura.

Os comentaristas da Globo News fazem este jogo.

Invertem o sentido da declaração do delator.

AS TVs e os jornais impressos de amanhã farão o mesmo.

Cinco minutos depois de ter ido ao ar, o trecho é repetido, introduzido pela chamada: “Neste trecho do depoimento Marcelo Odebrecht cita a ex-presidente Dilma”.

Esta farsa será repetida à exaustão, até que ganhe ares de verdade.

Em tempo: há minutos, a âncora da Globo News entendeu que precisava incitar ainda mais os dois comentaristas: “Marcelo revelou que Lula e Dilma sabiam do A-P-O-I-O que a Odebrecht deu às campanhas do PT”.

Como não saberiam? A Odebrecht apoia as campanhas de praticamente todos os partidos desde sempre.

No depoimento exibido, Marcelo não diz em nenhum momento que Lula e Dilma conheciam alguma irregularidade nas doações.

E acrescenta que sempre patrocinou as candidaturas de Aécio e que o senador tucano nem precisava pressionar porque receberia o que fosse necessário a qualquer momento. Bastava ligar ou mandar algum preposto ligar.

* Mario Marona é jornalista e ex-editor-chefe do Jornal Nacional. Em 2010, foi convidado a integrar a equipe de comunicação da campanha da então candidata Dilma Rousseff  à Presidência da República


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum