Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de junho de 2007, 12h27

Exército começa obras da transposição do rio São Francisco

Indígenas e movimentos sociais se reunem para organizar reação ao início das obras em Cabrobó (PE).

Começaram nesta segunda-feira, 25, as obras para a transposição do rio São Francisco. Após polémica sobre a obra e várias manifestações contra a transposição, são aguardadas para os próximos dias uma agenda de manifestações.

Segundo Neguinho Truká, da reserva indígena Truká, a mobilização contra a transposição envolve os indígenas Truká e de outras 26 comunidades tradicionais (incluindo remanescentes de quilombolas) ao longo do São Francisco, além do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST).

O líder Truká afirma que ainda não há definição sobre manifestação ou articulação contra o inicio das obras, mas revelou que deve haver reação.

No dia 4 de junho, um contingente com cerca de 50 militares se instalaram na cidade de Cabrobó, em Pernambuco, para a realização da primeira fase das obras.

Polêmica

O projeto de transposição do rio prevê a construção de dois canais: o Eixo Norte, que levará água para os estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte; e o Eixo Leste, para atender ao sertão e às regiões de agreste de Pernambuco e da Paraíba. O custo estimado para o projeto é de R$ 4,9 bilhões.

Os movimentos sociais questionam o investimento diante do impacto em 12% do território de Semi-Árido. O uso econômico voltado majoritariamente para o agronegócio e a falta de ações de revitalização do São Francisco também são criticados.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags