Exército financiou festa com prostitutas usando dinheiro de esquema de corrupção

Justiça Militar condenou 26 acusados, incluindo 11 oficiais, 8 militares de baixa patente e sete empresários cúmplices, mas todos cumprirão pena em liberdade por serem “réus primários”

Uma decisão da Justiça Militar, proferida pelo magistrado Alexandre Quintas nesta terça-feira (21), condenou 26 pessoas pela participação em um esquema de corrupção no CMA (Comando Militar Amazônia) que envolve 19 militares e 7 empresários da área de alimentos em uma série de fraudes em contratos de compra de alimentos, que estiveram vigentes entre os anos de 2005 e 2006.

Entre os 11 oficiais militares envolvidos estão dois coronéis, um tenente-coronel, um subtenente, um major e cinco capitães. Todos receberam pena de prisão, sendo a maior delas a de um dos coronéis, que deveria cumprir 16 anos – mas que, na verdade, cumprirá a pena em liberdade, como todos os demais condenados, por serem considerados “réus primários”.

A sentença também relata o esquema foi gerado a partir da proximidade entre dois dos capitães envolvidos e um dos empresários. O texto conta que os valores chegaram a ser usados para “promover uma festa em um motel de Manaus, para a qual foram contratadas prostitutas para os referidos oficiais”.

O esquema foi revelado pela Polícia Federal em 2006, através da chamada Operação Saúva, que encontrou gravações e documentos comprovando as fraudes em licitações de compra de alimentos, pagamento de propina, manipulação de preços, fraude no recebimento dos produtos em qualidade e quantidade.

Segundo as informações da Polícia Federal, o esquema chegou a movimentar cerca de 620 mil reais, em valores de 2005, não atualizados.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR