Figurações da violência e da memória no romance argentino contemporâneo

Foi um orgulho participar, durante os últimos anos, de um grupo de trabalho composto por pesquisadores brasileiros dedicados ao tema da violência. Meus amigos Márcio Seligmann-Silva (Unicamp), Francisco Foot Hardman (Unicamp) e Jaime Ginzburg (USP), três figuras com notável produção sobre o assunto, coordenaram esse esforço colaborativo. Um dos resultados do trabalho foi publicado este […]

Foi um orgulho participar, durante os últimos anos, de um grupo de trabalho composto por pesquisadores brasileiros dedicados ao tema da violência. Meus amigos Márcio Seligmann-Silva (Unicamp), Francisco Foot Hardman (Unicamp) e Jaime Ginzburg (USP), três figuras com notável produção sobre o assunto, coordenaram esse esforço colaborativo. Um dos resultados do trabalho foi publicado este ano, em dois volumes, pela editora Sete Letras.

A minha contribuição se centra em dois autores argentinos acerca dos quais já teci alguns comentários n’O Biscoito Fino e a Massa: Martín Kohan (a quem também já entrevistei) e Gustavo Ferreyra.  Ela expande bastante o já dito sobre esses autores no blog e tenta pensá-los dentro do contexto mais amplo da literatura pós-ditadura na Argentina. O artigo segue abaixo, em pdf:

Figurações da Violência no romance argentino contemporâneo

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR