Filha de Flordelis diz que pagou R$ 5 mil por morte de pastor Anderson e inocenta parlamentar

Em depoimento, Simone Rodrigues declarou que a mãe não sabia do plano; polícia diz que há conflito com a versão apresentada pelos outros filhos

A filha da deputada federal Flordelis (PSD-RJ), Simone dos Santos Rodrigues, declarou nesta segunda-feira (26), que deu R$ 5 mil para a irmã Marzy Teixeira da Silva botar executar o plano de assassinato do pastor Anderson do Carmo, morto em junho de 2019, em Niterói (RJ).

Simone alegou que a sua mãe é inocente, pois, não tinha conhecimento do plano. Flordelis foi denunciada ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) como a mandante do assassinato de Anderson, que era o seu marido.

No depoimento, a filha biológica da parlamentar alega que resolveu matar o pai devido a abusos sexuais cometidos pelo pastor contra ela.

“Eu dei o dinheiro para a Marzy, e a Marzy resolveu com o Lucas. Eu estava em desespero, não aguentava mais as investidas dele, pois ele queria ficar comigo de qualquer forma, ameaçava cortar o dinheiro da minha medicação, do tratamento do câncer”, declarou Simone Rodrigues.

O depoimento de Rodrigues faz parte do requerimento contra Flordelis analisado pelo Conselho do Ética e Decoro Parlamentar da Casa Legislativa.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).