Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de fevereiro de 2012, 19h14

Fórum Mundial de Educação discutirá educação profissional e tecnológica

Desde 2001, é realizado o Fórum Mundial de Educação Profissional (FME) como forma de priorizar o direito universal à educação. Este ano, em comemoração aos 100 anos da Rede Federal, o evento ganha nova versão e pretende focar a educação profissional e tecnológica.

O Fórum acontecerá de 23 a 27 de novembro, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, capital federal do Brasil. A intenção é debater propostas e fazer um intercâmbio de experiências entre professores, estudantes, gestores e formadores de opinião. A discussão pode determinar o futuro profissional de milhares de pessoas.

As inscrições para o Fórum tiveram início no dia 28 de julho. Os interessados em participar podem escolher entre diferentes modalidades de interação: participação comum, mostra de pôsteres e atividades autogestionadas (palestras, seminários, apresentações culturais e mostra estudantil de inovação tecnológica). O caráter democrático do evento pretende levar a maior quantidade de pessoas para um espaço aberto de diálogos.

A programação prevê atividades dentro de três eixos temáticos: I. Educação, Trabalho e Desenvolvimento Sustentável, II. Educação, Culturas e Integração e III. Educação, Ética, Inclusão e Diversidade.

Participações

A expectativa é de que 5 mil pessoas circulem pelo evento, entre elas, estudantes, professores, pesquisadores, trabalhadores, governos, sindicatos, associações e membros da sociedade civil organizada. Diversos estudiosos da temática educação também estarão presentes para levantar propostas que integrem a plataforma mundial de educação. Especialistas da Espanha, Itália, França, Uruguai, Argentina, Canadá, Cabo Verde e de outros países já confirmaram participação.

Entre os convidados mais aguardados está o brasileiro Miguel Nicolelis, médico considerado um dos 20 maiores cientistas da atualidade, segundo a revista americana Scientific American. Nicolelis estuda alternativas para integrar o cérebro humano a máquinas. A intenção do pesquisador é desenvolver próteses para a reabilitação de pacientes com paralisia. Ele participará do debate sobre educação, trabalho, ciência, tecnologia e inovação, no dia 24, à tarde.

Além de Nicolelis outra presença confirmada é a do pesquisador francês Bernard Charlot, que estuda a relação entre o desempenho escolar de uma criança e a classe social que seus pais ocupam. Charlot já coordenou estudos sobre o assunto com alunos de periferias da França, Tunísia, República Tcheca e Brasil. O europeu debate educação, mundos do trabalho e desenvolvimento sustentável, também no dia 24.

Mais informações podem ser obtidas no Portal do MEC http://portal.mec.gov.br/fmept/ou pelos telefones (61) 2104-8644/2104-8646.
Programação

23/11 Abertura

24/11 Conferência – Educação, Trabalho e Desenvolvimento Sustentável
Debate 1 – Educação, mundos do trabalho e desenvolvimento sustentável
Debate 2 – Educação, trabalho, ciência, tecnologia e inovação
Debate 3 – Formação de trabalhadores e trabalhadoras da educação profissional e tecnológica: saberes, metodologias e práticas pedagógicas
Debate 4 – Educação e financiamento

25/11 Conferência – Educação, Culturas e Integração
Debate 5 – A organização da educação profissional e tecnológica: um panorama mundial
Debate 6 – As ações dos organismos e associações internacionais nos processos de integração, pesquisa e formação de redes de apoio ao desenvolvimento de educação profissional
Debate 7 – Mobilidade estudantil e docente: desafios da formação, certificação e orientação profissional
Debate 8 – Educação e interculturalidade

26/11 Conferência – Educação, Ética, Inclusão e Diversidade
Debate 9 – Juventude, educação e mundo do trabalho
Debate 10 – As relações entre a educação profissional, educação formal e reconhecimento de saberes não formais
Debate 11 – Educação, diversidade e cidadania
Debate 12 – Educação profissional do campo

27/11 Carta do Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica
Encerramento

Com informações da Adital.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags