Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de janeiro de 2020, 22h28

França: Bombeiros defendem manifestantes e enfrentam a polícia nos protestos

Diferentes vídeos das jornadas de manifestações contra a reforma da Previdência de Macron mostram as bem organizadas contra-ofensivas dos bombeiros, que impediam os ataques policiais, ou às vezes até avançavam contra eles

Foto: @MTGphotographe

Os bombeiros de Paris foram às ruas esta semana para apoiar os manifestantes que protestam contra o projeto de reforma da previdência apresentado pelo presidente da França, Emmanuel Macron. Mas se engana quem pensa que foram só para ficar nos gritos e aplausos. Eles foram, como se diz na gíria popular, “pro arrebento”.

Diferentes vídeos das jornadas de manifestações desta terça (28) e desta quarta-feira (29) mostram como a polícia é impedida de investir contra os manifestantes antirreforma por se topar com bem organizadas contra-ofensivas dos bombeiros, que impediam os ataques policiais, ou às vezes até avançavam contra eles.

Também chamou a atenção o fato de que muitos bombeiros que participaram desses confrontos diretos estavam com o rosto maquiado como o Coringa do recente filme estrelado por Joaquin Phoenix – e que, na película, é retratado numa versão anti-herói do clássico vilão do Batman, e termina incentivando uma revolta popular contra o sistema.

Os bombeiros, como grande parte dos trabalhadores franceses, são contra a reforma de Macron, que pretende substituir os mais de 40 diferentes regimes previdenciários existentes no país por um unitário.

No caso dos bombeiros, isso significaria que eles passariam a se aposentar aos 65 anos, e não mais aos 57, como hoje, além de perder um benefício adicional de periculosidade, conhecido no país como “bônus do fogo”, que representa 19% do salário e está congelado desde 1990 – a categoria reivindica um aumento para 28% agora.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum