Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
14 de janeiro de 2020, 23h58

Frente Ampla chilena processa Piñera por violações aos direitos humanos

Outros denunciados são o ex-ministro do Interior, Andrés Chadwick, o atual ministro do Interior, Gonzalo Blumel, o intendente de Santiago, Felipe Guevara e o diretor-geral dos Carabineros (polícia militarizada) Mario Rozas

Foto: Victor Farinelli

Nesta terça-feira (14), a Frente Ampla chilena entrou na Justiça com uma ação penal contra o presidente Sebastián Piñera e as principais autoridades do país em termos de Segurança Pública, por delitos de lesa humanidade.

Após protocolar a ação, a jornalista Beatriz Sánchez, líder da Frente Ampla e ex-candidata presidencial, declarou à imprensa local que o processo inclui provas reunidas desde o dia 18 de outubro até o último dia de 2019.

“Esta denúncia seguiu pelo caminho institucional primeiro no Congresso, mas lá declararam que os crimes não têm responsáveis. Mas nós não desistimos, e queremos que a Justiça determine as responsabilidades políticas e penais, e o faremos tanto nas instâncias nacionais quanto internacionais”, explicou a jornalista. O comentário alude ao fato de que a bancada governista conseguiu enterrar uma tentativa de impeachment de Piñera por responsabilidade pelas violações aos direitos humanos cometidas durante as manifestações no país, que incluem mortes, abusos sexuais, torturas e lesões oculares graves. Também dá a entender que a mesma denúncia será levada a tribunais internacionais.

Além de Piñera, as outras figuras denunciadas na Justiça são: o ex-ministro do Interior, Andrés Chadwick, e o atual ministro do Interior, Gonzalo Blumel, ambos responsáveis pelas políticas de Segurança Pública; além do intendente de Santiago, Felipe Guevara, responsável por negar a autorização para as manifestações no centro da capital, e do diretor-geral dos Carabineros (polícia militarizada) Mario Rozas.

Além de Sánchez, quem também comentou a iniciativa foi a deputada Catalina Pérez, presidenta do partido Revolução Democrática, o maior da Frente Ampla. Segundo ela, “os tribunais de Justiça terão agora o dever histórico de determinar quem são os responsáveis políticos por essas violações, e não abrir um precedente para a impunidade é a forma com a que garantimos que essas situações nunca mais aconteçam”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum