Fura-fila: Luciano Hang e Carlos Wizard negociam compra de vacinas com a China

Empresários bolsonaristas estão à frente de uma iniciativa para viabilizar a compra de imunizantes para o setor privado; ideia é doar primeiro lote comprado ao SUS para mostrar que não estão concorrendo com o Plano Nacional de Imunização

Empresários bolsonaristas estão à frente de uma iniciativa para viabilizar a compra de imunizantes para o setor privado; ideia é doar primeiro lote comprado ao SUS para mostrar que não estão concorrendo com o Plano Nacional de Imunização

Os empresários Luciano Hang e Carlos Wizard, considerados como os líderes entre os empresários bolsonaristas, estão à frente de uma iniciativa para viabilizar a compra de vacinas para a iniciativa privada.

Um representante dos empresários teria se encontrado nessa quarta-feira (14) com representantes da Embaixada da China para tratar da compra dos imunizantes fabricados na China.

O encontro foi articulado pelo Instituto Sociocultural Brasil-China (Ibrachina), que é presidido pelo advogado Thomas Law, e pelo Comitê de Crise da Covid-19, ligado à Frente Parlamentar Mista do Comércio Internacional e Investimentos e coordenado pelo deputado Evair de Melo (PP-ES).

Esse grupo de empresários bolsonarisas tem feito lobby pela flexibilização das regas de compra de vacinas por empresas. Com a lei vigente, até que todos os grupos prioritários sejam vacinados, 100% das doses compradas por particulares devem ser doadas aos Sistema Único de Saúde (SUS). Posteiormente, a obrigação de doação cai para 50%.

O grupo liderado por Luciano Hang, que é dono das lojas Havan, tem por objetivo adquirir um primeiro lote de 8 milhões de doses e doá-lo integralmente ao SUS. Essa ação seria para mostrar que a iniciativa privada não concorre com o Plano Nacional de Imunização.

Com informações do Congresso em Foco

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR