Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de fevereiro de 2012, 09h48

Futepoca: Balanço das eleições no ABC

Antecipo-me ao Sartorato e faço um balanço do resultado das eleições na região do ABC paulista, área simbólica para o PT e de grande concentração de eleitores.

Começo por Mauá, a pérola deste pedaço de São Paulo. O candidato petista Oswaldo Dias recebeu 48,16% dos votos e foi para o segundo turno contra Chiquinho do Zaíra (PSB), que teve 27,20%. Os petistas mauaenses acreditavam vitória já no primeiro turno, o que gerou certa decepção, pelo que eu ou vi falar, mas acho que nada que acabe com as chances do candidato. Chiquinho é apoiado por forças conservadoras tradicionais da cidade, mas não conseguiu um discurso até agora que mobilize o eleitorado. Acho que Oswaldo volta para a cadeira que ocupou entre 1996 e 2004. Uma curiosidade sobre a eleição mauense está no terceiro vereador mais votado na cidade: o comediante Ivan Gomes, o popular Batoré, da Praça é Nossa. Ele conquistou 4.778 eleitores com seu brilhante slogan de campanha “Ah, vota, ô!”.

Em Santo André, Vanderlei Siraque (PT) também bateu na trave para encerrar a questão neste domingo, tendo recebido 48,9%. Fará segundo turno contra Dr. Aidan, do PTB, que foi escolhido por 21,76% dos eleitores. As pesquisas apontaram durante toda a campanha disputa acirrada pelo segundo lugar entre Aidan, Salles (DEM), que teve 19,01% e Oswaldo Brandão (PSDB), que terminou mais atrás, com 8,32%. Siraque não terá vida fácil no segundo turno, mas deve levar.

Em São Bernardo, terra de Lula, outra disputa que quase acaba domingo. Luiz Marinho (PT) teve 48,27%, contra 37,55% de Orlando Morando (PSDB). A disputa aqui tende a ser mais difícil. O PT só conseguiu governar a cidade uma vez, com Maurício Soares, eleito em 1988. Em 1994, deixou o partido e em 1996, volta à prefeitura pelo PSDB. É reeleito em 2000, se afasta por problemas de saúde em 2003 e deixa William Dib (PSB), que se reelege em 2004. Hoje, Soares retorna, qual filho pródigo, ao partido onde surgiu, e é coordenador da campanha de Luiz Marinho. Se conseguir levá-lo à prefeitura, terá consolidado sua vocação para campanhas vitoriosas.

Em São Caetano, nada de novo: mais um passeio do lado mais conservador, representado dessa vez por José Auricchio, candidato a reeleição, que recebeu a bagatela de 78,14% dos votos. O PT vem em segundo, com o inusitado candidato Jayme Tortorello, que teve 13,02%. A família Tortorello dominou a política de São Caetano por um bom tempo e o próprio Auricchio foi apoiado por eles em sua primeira eleição, mas rachou com o clã. Assim, o Jayme conversou com o PT e ali amarrou seu burro. Acabada a aventura eleitoral, veremos o que vira a aliança.

A íntegra está no site Futepoca


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags