Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de fevereiro de 2012, 09h48

Futepoca: Ministério da Cultura critica projeto que instala vigilância na internet

Foto: José Cruz/ABr

Ministério da Cultura prepara uma nota técnica crítica ao projeto de lei 85/99 (aprovado no Senado como PLC 83/03), de autoria do senador Eduardo Azeredo – e relatado por Aloísio Mercadante (PT-SP). A divulgação do documento é a primeira crítica do Executivo à proposta.

"A motivação é legítima, combater a pornografia e a pedofilia na rede, mas se cria um sistema de regulação que não é viável no século XXI e no universo da rede de internet", lamenta Juca Ferreira, Ministro da Cultura. A entrevista foi feita em São Paulo, na quarta-feira, 12.

Para ele, o projeto regride a uma forma de controle semelhante a tentada sem sucesso na China. "É necessário pensar com a cabeça de século XXI, porque as condições não são iguais às do final do século passado". Ferreira lembra, porém, que toda atividade pública exercida por empresas privadas – como é o caso da internet – necessitam regulação.

A estratégia, segundo o ministro, é "enxertar informação na sociedade brasileira", buscando experiências internacionais para que haja soluções adequadas para "proteger a sociedade de todo tipo de distorção".

Os principais trechos da entrevista serão publicados na edição de dezembro da revista Fórum.
Mobilização
A nota será divulgada pouco depois de representantes dos 850 Pontos de Cultura – uma das principais bandeiras da pasta – terem lançado uma carta de repúdio ao projeto, durante a Teia 2008. Pelo apurado, as ações não estão articuladas, mas mostram concordância entre a pasta e os projetos por ela apoiados.

Este post faz parte da Blogagem Política II – Não ao vigilantismo. Se você ainda não assinou o abaixo-assinado online, aproveite. Clique aqui .

Originalmente postado no blogue Futepoca


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags