Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
25 de novembro de 2016, 11h20

Geddel entrega carta de demissão para evitar fim antecipado do governo Temer

Na bolsa de apostas de Brasília a discussão não é mais sobre a recuperação da economia em 2017, mas se o governo Temer consegue terminar 2018.

Por Renato Rovai

O ministro Geddel Vieira Lima é unha é carne com Temer. É do grupo que trabalhou diuturnamente para derrubar Dilma e levar o vice a assumir a presidência.

Como também é e era Romero Jucá, que deixou o ministério do Planejamento quando do vazamento dos áudios feitos pelo ex-senador Sérgio Machado.

Gostou de ter essa informação em primeira mão pela Fórum. Fique sócio e nos ajude a continuar fazendo este jornalismo sério, rápido e independente.

Em grupos com esse nível de fidelidade, todos sabem que não há espaço para pequenices. Quando alguém é pego, não pode se negar a entregar a cabeça para salvar a de quem está em cima na hierarquia.

Foi o que Jucá fez. É o que Geddel acaba de fazer.

O governo Temer perde seu sexto ministro em seis meses. Boa parte tendo saído por problemas éticos e relacionados à corrupção.

A gravação de Calero, que está com a PF, pode ter potencial para ainda derrubar Eliseu Padilha. E deixar o próprio Temer em maus lençóis.

Na bolsa de apostas de Brasília a discussão não é mais sobre a recuperação da economia em 2017, mas se o governo Temer consegue terminar 2018.

Hoje há mais gente prevendo seu fim antecipado do que ao contrário.

Outra pergunta que muita gente está se fazendo em Brasília é: Calero, que é do PSDB, agiu sozinho? Fez tudo apenas por indignação? Ou essa denúncia já fazer do jogo da eleição indireta no começo do ano que vem?

PS: Geddel não tem mandato. Se Moro quiser investigá-lo, pode fazer à vontade. Aliás, ontem Cerveró disse não ter informação alguma sobre interferência de Lula na Petrobrás. E que respondia exatamente a ele, Geddel.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum