Gil responde ataque homofóbico: “Sou do Sport, quem não gostar, que lute”

O deputado estadual e também conselheiro do Sport, Romero Albuquerque, protocolou um pedido para que Flávio Koury seja expulso do quadro social do clube

O ex-BBB e doutorando em economia Gilberto Nogueira, que é popularmente conhecido como “Gil do Vigor”, respondeu o ataque homofóbico que recebeu de Flávio Koury, conselheiro do Sport.

“Inicialmente, doeu muito, eu fiquei muito abalado. Só que, depois, eu pensei: ‘gente, é uma pessoa só’. Eu tenho, na verdade, assim, pena dele. Pena por ele não ter aprendido, não ter absorvido tanto tempo e oportunidade de que preconceito não leva a nada. Então, eu tenho pena dele, é isso que eu sinto”, disse Gil.

Gil também comentou que ficou muito emocionado com todos os apoios que recebeu e disse que vai continuar torcendo para o Sport e quem não gostar “que lute”. “Eu fico muito grato e honrado de ver tantas pessoas, torcedores, pessoas incríveis que me apoiaram. O que vale é focar no que é bom, não é ruim. Eu sou do Sport e, que não gostar, que lute. Não sou obrigado a nada”, declarou Gil.

Expulsão

O deputado estadual e também conselheiro do Sport, Romero Albuquerque (PP-PE) – que vazou o áudio onde Koury ataca Gil – protocolou um pedido para que Flávio Koury seja expulso do quadro social do clube.

Com informações do G1.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).