Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de junho de 2018, 07h43

Gilmar Mendes diz que Lava Jato ganhou “projeção exagerada e claramente indevida”

Ministro do STF criticou a superexposição dos juízes e promotores da Lava Jato e a atuação fora dos autos dos processos

Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

No estilo morde e assopra, o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes voltou a criticar a Operação Lava Jato. Mendes concedeu entrevista na noite desta quinta-feira ao jornalista Roberto D’Ávila, na Globo News. Depois de iniciar a retórica com elogios, ele falou em “desaparecimento do Congresso Nacional” e classificou a dimensão alcançada pela força-tarefa como “exagerada e claramente indevida.

Mendes criticou a superexposição dos juízes e promotores da Lava Jato e a atuação fora dos autos dos processos. “Essa bem-sucedida Operação Lavaja Jato que é digna de elogios, de encômios, levou também ao desaparecimento da classe política, dos partidos políticos. Por isso, passou a ter uma lógica própria . A Lava Jato passou a propor medidas legais, a questionar medidas judiciais, a discutir aspectos que transcendem muito a sua própria competência, a sua atribuição”, disse.

Na avaliação do ministro, o enfraquecimento do poder político está diretamente ligado ao apoio popular consquistado pela Lava Jato. “Mas sobretudo, me parece que o desaparecimento do Congresso, com seu papel de contemporização, de moderação de enfrentamento muitas vezes, levou que essa organização, a operação Lava Jato ganhasse uma projeção exagerada e claramente indevida, mas ganhou também apoio popular”, declarou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum