Fórumcast, o podcast da Fórum
22 de julho de 2019, 15h41

Governo Bolsonaro anuncia novo bloqueio de R$ 1,4 bilhão em gastos no orçamento

Em março, o governo já havia feito um bloqueio de aproximadamente R$ 30 bilhões no Orçament; a redução de recursos na área da Educação levou a uma onda de protestos em maio

Bolsonaro e Paulo Guedes. Foto: Alan Santos/PR

Depois de revisar para baixo a expectativa de crescimento da economia neste ano, o Ministério da Economia anunciou nesta segunda-feira (22) um novo bloqueio de gastos de R$ 1,44 bilhão no orçamento deste ano.

O objetivo da área econômica, ao conter despesas na peça orçamentária, é tentar atingir a meta de um déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar juros da dívida pública) de até R$ 139 bilhões fixada para o ano de 2019.

O crescimento menor da economia gerou até agora uma arrecadação de impostos menor que a prevista. Isso faz com que o governo tenha mais dificuldade para cumprir a meta fiscal. Com essa justificativa o governo bloqueia despesas no orçamento.

Neste mês, o Ministério da Economia já havia anunciado um corte pela metade na projeção de alta do PIB de 2019, de 1,6% para 0,81%. O enfraquecimento da economia tem impacto negativo nos cálculos das estimativas de arrecadação.

Em março, o governo já havia feito um bloqueio de aproximadamente R$ 30 bilhões no Orçamento.

Veja também:  Câmara dos Deputados aprova projeto que libera posse de armas em propriedades rurais 

A redução de recursos na área da Educação levou a uma onda de protestos em maio. No mesmo mês, ao divulgar fazer nova revisão das contas, o governo anunciou o desbloqueio de parte da verba dessa área.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum