sábado, 26 set 2020
Publicidade

Governo de esquerda do México oferece 4 mil empregos a migrantes de caravana que pretende ir até os EUA

A caravana de migrantes que saiu de Honduras na terça-feira (14), com o objetivo de chegar aos Estados Unidos, já reúne cerca de 2,5 mil pessoas de diferentes países da América Central e se aproxima da fronteira do México com a Guatemala, onde será recebida com uma inesperada surpresa.

Nesta sexta-feira (17), o presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador (conhecido como AMLO, pelas iniciais do seu nome completo) informou que há cerca de 4 mil empregos disponíveis para os integrantes da caravana que decidam abandonar a marcha e ficar no sul do México.

“Está chegando (ao país) um grupo de migrantes que vêm de Honduras, de El Salvador, e que são cerca de 2,5 ou 3 mil, eles encontrarão 4 mil empregos disponíveis na região da nossa fronteira sul”, afirmou Obrador durante uma coletiva de imprensa.

Nos últimos meses, o governo dos Estados Unidos tem pressionado os governos da Guatemala e do México a impedir o avanço das caravanas de migrantes, a maioria delas formada em Honduras, e alimentadas pelo apoio norte-americano a governos de baixa qualidade democrática e social.

Em agosto de 2019, o presidente estadunidense Donald Trump chegou a ameaçar com impor tarifas alfandegárias mais rigorosas aos produtos mexicanos, caso o país não tomasse as medidas desejadas contra as caravanas.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.