O que o brasileiro pensa?
20 de janeiro de 2020, 16h08

Guaidó vai à Colômbia para se reunir com Iván Duque e Mike Pompeo

Líder do setor mais agressivo da oposição ao chavismo, o deputado, que perdeu recentemente a presidência da Assembleia Nacional venezuelana, continua se dizendo “presidente interino” do país, e manteve encontro nesta segunda com o presidente colombiano e o chefe da diplomacia estadunidense.

Iván Duque, Juan Guaidó e Mike Pompeo, em cerimônia realizada na Colômbia (Foto: reprodução YouTube)

O deputado venezuelano Juan Guaidó, autoproclamado presidente interino da Venezuela, viajou à Colômbia nesta segunda-feira (20), para uma reunião na qual também participarão o presidente deste país, o ultraconservador Iván Duque, e o secretario de Estado norte-americano, Mike Pompeo.

Oficialmente, o encontro se dá em meio à 3ª Cúpula Hemisférica da Luta contra o Terrorismo. O Brasil também participa do encontro, representado pelo chanceler Ernesto Araújo.

Na prática, a reunião deve consistir em uma conversa sobre as estratégias que a oposição venezuelana deve realizar durante este 2020. No primeiro fim de semana do ano, ficou evidente a divisão dentro da oposição venezuelana, a partir da derrota de Guaidó na eleição para a presidência da Assembleia Nacional, para um grupo mais moderado, que elegeu o deputado Luis Parra como novo presidente.

Além disso, Guaidó está proibido pela Justiça venezuelana de sair do país, por isso sua aparição na Colômbia causou surpresa nos meios locais. Nem o governo colombiano nem a equipe de comunicação de Guaidó deram maiores detalhes sobre como se deu a sua saída.

Sobre essa situação, o chanceler do governo venezuelano, Jorge Arreaza, deu uma declaração com críticas dirigidas mais a Pompeo que a Guaidó: “É um mestre dos fantoches, mas não é capaz de entender que ele e sua obra foram um fracasso monumental na Venezuela”.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum