Haddad rebate Ciro: ‘se ele fosse para o segundo turno, você acha que eu iria para a Europa?’

Petista disse torcer para que Lula seja o candidato e defendeu uma aliança ampla para impedir a reeleição de Jair Bolsonaro

Fernando Haddad disse torcer para que Lula seja o candidato do PT à Presidência em 2022. Em entrevista à BBC Brasil, ele também voltou a defender uma aliança ampla contra Jair Bolsonaro, mas rebateu o posicionamento de Ciro Gomes.

“Nós esperávamos que isso acontecesse em 2018, de quem fosse com Bolsonaro para o segundo turno tivesse o apoio dos demais. Essa era a expectativa de todo mundo que disputou aquela eleição. Então, eu não cometerei esse erro se, por acaso, o PT não estiver no segundo turno. Não sei quem será o candidato do PT. Espero que seja o Lula. Torço muito para que tudo dê certo, como advogado dele e como cidadão”, disse Haddad, que foi o candidato petista naquele ano.

“Se o Ciro fosse para o segundo turno, você acha que eu iria para a Europa? A chance de eu ir para o segundo turno era muito pequena. Eu tive 20 dias de campanha. Eu podia ter ficado nos 3% ali. Nos 5%, nos 10%”, complementou.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.