Fórumcast #20
16 de outubro de 2014, 23h03

Igor Rousseff trabalhou na prefeitura de BH bem antes de Dilma ser presidente

Aécio foge de pergunta sobre nepotismo; em 1980, o tucano foi assessor do pai, que era deputado; sua irmã, Andrea, controlava as publicidades governamentais em Minas, sendo que a família Neves possui diversos veículos de comunicação no estado. Ele ainda é acusado de indicar quatro primos e um tio para ocupar cargos públicos

Aécio foge de pergunta sobre nepotismo; em 1980, o tucano foi assessor do pai, que era deputado; sua irmã, Andrea, controlava as publicidades governamentais em Minas, sendo que a família Neves possui diversos veículos de comunicação no estado. Ele ainda é acusado de indicar quatro primos e um tio para ocupar cargos públicos

Por Redação

No debate entre os candidatos à presidência, realizado pelo SBT, UOL e Jovem Pan, na noite desta quinta-feira (16), Aécio Neves fugiu da questão sobre nepotismo, e citou o irmão de Dilma, Igor Rousseff. “O seu irmão foi nomeado pelo prefeito Fernando Pimentel no dia 20 de setembro de 2003 e nunca apareceu para trabalhar. Essa é a grande verdade …. A diferença entre nós é que minha irmã trabalha muito e não recebe nada. Seu irmão recebe e não trabalha nada. Infelizmente, agora, nós sabemos porque a senhora diz que não nomeou parentes no seu governo. A senhora pediu que seus aliados o fizessem”, atacou o tucano.

O ex-prefeito de Belo Horizonte e recém-eleito governador de Minas Gerais pelo PT, Fernando Pimentel, desmentiu o tucano. “Igor foi assessor especial do prefeito de BH na minha gestão. Eram seis cargos dessa natureza. Um deles ocupado pelo Igor. Que é advogado e trabalhou com regularidade e eficiência no gabinete do prefeito e na procuradoria do município”, disse.

Veja também:  Site do PSDB é hackeado e tem foto de Lula e Dilma na capa

Pimentel foi prefeito de Belo Horizonte de 2001 a 2008, bem antes de Dilma ser eleita presidenta, em 2010.

“Ele foi exonerado dentro de uma medida genérica de fim de governo. A maioria dessas pessoas foi recontratada. O Igor nunca pediu para voltar”, afirmou o atual prefeito, Márcio Lacerda, em matéria publicada pelo jornal O Globo,.

Aécio e nepotismo 

O candidato Aécio foi contratado para trabalhar na Câmara dos Deputados, que fica em Brasília, enquanto ainda morava no Rio de Janeiro, em 1980. Na época, ele tinha 19 anos. Ele disse que cuidava da agenda do deputado Aécio Ferreira da Cunha – seu pai – que exercia mandato no Partido Democrático Nacional (PDS), sigla sucessora da Arena, legenda criada pela ditadura militar.

Já a irmã de Aécio Neves ocupou o cargo de presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), entre 2003 e 2013. Andrea também foi coordenadora do Grupo Técnico de Comunicação Social da Secretaria de Governo de Minas Gerais, criado em 2003 para “coordenar, articular e acompanhar a alocação de recursos financeiros aplicados em publicidade na Administração Pública Direta e Indireta do Poder Executivo estadual”.

Veja também:  Concurso para professor de Filosofia do IFPR adota olavismo em questão sobre Escola de Frankfurt

A família de Aécio é proprietária da Rádio Arco Íris, retransmissora da Jovem Pan em Belo Horizonte, e as rádios São João e Colonial, de São João del Rei, além do semanário Gazeta de São João del Rei. Aécio é sócio da Arco Íris com a irmã, Andrea, e a mãe, Inês Maria Neves Faria.

A propriedade da Arco Íris veio à tona, quando, em abril de 2011, o senador teve a carteira de habilitação apreendida durante uma blitz da Lei Seca no Rio. Ele dirigia um Land Rover, comprado no ano anterior em nome da emissora.

Além de Andrea, Aécio empregou quatro primos e um tio durante seu governo em Minas: Fernando Quinto Rocha Tolentino (primo de Aécio), nomeado, em 2007, assessor do diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER/MG); Guilherme Horta (primo) era assessor especial de Aécio quando este era governador de Minas(2005); Tânia Guimarães Campos (prima de Aécio) foi nomeada, em 2008, para cargo comissionado no Poder Executivo de Minas Gerais como Conselheira; Frederico Pacheco de Medeiros (primo)  foi nomeado Secretário Adjunto de Governo em 2006, e atualmente ocupa o cargo de Diretor de Gestão Empresarial da Cemig; Tancredo Augusto Tolentino Neves (tio de Aécio) ocupou o cargo de Diretor do Banco de Desenvolvimento de Minas Geraisem 2008; Oswaldo Borges da Costa Filho (genro do padrasto do governador) era diretor presidente da Codemigem 2006.

Veja também:  Witzel diz que não há como combater crime com livros e flores: “Tem de eliminar, tem de matar”


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum