Fórumcast #19
16 de agosto de 2007, 14h01

Igreja veta ato do “Cansei” na Catedral da Sé

Evento que seria realizado dentro da Catedral da Sé, segundo seus organizadores, é vetado pela Arquidiocese de São Paulo em nota

Evento que seria realizado dentro da Catedral da Sé, segundo seus organizadores, é vetado pela Arquidiocese de São Paulo em nota

Por Redação  

A arquidiocese de São Paulo não autorizou o Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros, conhecido por “Cansei”, realizar ato na Catedral da Sé, no Centro da Capital, na sexta-feira, 17. Evento igual e simultâneo será feito no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre (RS), com um minuto de silêncio, a partir das 13h.

A manifestação segundo a página do movimento tem como lema: “Dia 17 de agosto à 1 da tarde mostre sua indignação e faça um minuto de silêncio pelo Brasil”.

Em nota divulgada pela arquidiocese de São Paulo, na quarta-feira, 15, “A autorização do uso da Catedral da Sé não partiu do arcebispo Dom Odilo Scherer. A Arquidiocese não desautoriza o movimento, mas deixa claro que não encabeça o protesto e nem participa de sua organização”.

“Cansei”
A campanha “Cansei”, recentemente ganhou a adesão de quatro personalidades. O time, que já é composto por nomes como Victor Fasano, Agnaldo Rayol e Silvia Poppovic, agora pode contar com o apoio de Hebe Camargo, a cantora de axé Ivete Sangalo, a apresentadora Ana Maria Braga e a atriz Regina Duarte.

Veja também:  Cinco coisas que aprendi observando política em 2019, por Wilson Gomes

Hebe participou de campanhas eleitorais do atual deputado federal Paulo Maluf. Já a cantora Ivete Sangalo é garota propaganda da Philips do Brasil desde julho, segundo a página oficial da própria cantora. O presidente da empresa, Paulo Zanotto, aderiu ao “Cansei” e chegou a ser denunciado pela CUT-SP por interferência em questões políticas nacionais. A atriz Regina Duarte estrelou, em 2002, um programa da propaganda eleitoral do então candidato a Presidência da República José Serra (PSDB), em que ela dizia ter medo de uma derrota do candidato tucano.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum