Impeachment de Trump deve ser votado nesta quarta

Partido Democrata decidiu pautar o processo de impeachment depois que o vice-presidente, Mike Pence, se recusou a convocar a 25ª emenda para afastar Donald Trump por incapacidade

O Partido Democrata deve colocar para votação, nesta quarta-feira (13), a abertura do processo de impeachment contra o presidente Donald Trump.

A decisão do partido Democrata acontece depois que o vice-presidente, Mike Pence, em carta resposta à presidenta da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, de que não iria convocar a 25ª emenda da constituição americana para afastar Trump por incapacidade.

“Não acredito que tal curso de ação seja do interesse do que é melhor para a nossa nação ou seja consistente com nossa Constituição”, escreveu Pence a Nancy Pelosi. Em outro momento do texto, ele diz que afastar Trump por incapacidade abriria um “precedente terrível e dividiria ainda mais e inflamaria as paixões do momento”.

Ao mesmo tempo em que a negativa de Pence era divulgada pela imprensa dos EUA, a Câmara votava e aprovava um pedido formal para que o vice-presidente acionasse a 25ª emenda.

Dessa maneira, o partido Democrata, que tem maioria na Câmara, deve colocar para votar o processo de impeachment do presidente Trump por incitar multidões violentas a invadir o Capitólio.

Para ser aprovado, o impeachment precisa do apoio de dois terços (67 votos) do Senado. Com a cassação, Trump perderia os seus direitos políticos e ficaria inelegível para futuras eleições.

As lideranças do Partido Democrata afirmam que o impeachment de Trump tem função pedagógica: para deixar claro que o comportamento golpista dele é inaceitável, e anular qualquer chance de ele voltar a disputar à Presidência.

Em 2020 os Democratas já haviam pautado o impeachment de Trump, porém, foi barrado no Senado, onde os Republicanos são maioria. Todavia, agora o momento é outro e ter incitado grupos a invadirem o Capitólio, fez com que Trump perdesse apoio dentro do partido Republicano.

Figuras com o ex-vice-presidente Dick Cheney têm exaltado os parlamentares do Partido Republicano a apoiarem e votarem pelo impeachment de Trump.

Nas redes sociais, Pelosi escreveu que está tendo “o privilégio de abrir o processo de impeachment contra o presidente Trump”.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).