Fórumcast, o podcast da Fórum
20 de setembro de 2016, 18h38

Indicado de Temer para Funai é um “anônimo” para movimento indígena

Temer exonera Artur Nobre Mendes do comando da FUNAI e indica Agostinho do Nascimento Netto, “anônimo” para movimento indígena, para o cargo.

Por meio do Ministério da Justiça, Temer exonera Artur Nobre Mendes do comando da FUNAI e indica Agostinho do Nascimento Netto, assessor de Alexandre de Moraes e “anônimo” para movimento indígena

Por Matheus Moreira

Nesta terça-feira (20), o governo do presidente empossado Michel Temer, por meio do seu ministro de Justiça, Alexandre de Moraes, exonerou Artur Nobre do cargo chefia da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e nomeou o agora ex-assessor de Moraes, Agostinho do Nascimento Netto.

Para a reportagem da Fórum, o secretário executivo do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), Cleber Buvatto, disse que o Conselho recebe a nomeação com “grande surpresa pois não havia nenhuma indicativa dessa mudança”. Além disso, Cleber aponta que Temer troca um substituto por outro substituto.

Quando perguntado sobre um possível histórico de Netto com a causa indígena, Cleber foi contundente: “Não sabemos quase nada sobre ele, somente que era assessor no MJ [Ministério da Justiça]. O que Temer está fazendo é uma intervenção política do MJ na Funai para colocar aliados do governo”. Buvatto conclui apontando a dificuldade que a entidade encontra em compreender “as reais motivações da mudança”.

Foto: Agência Brasil


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum