Fórumcast #20
20 de janeiro de 2015, 19h01

Inteligência britânica espionou jornalistas

Cerca de 70 mil e-mails dos principais meios de comunicação da Europa e dos EUA foram interceptados pela agência de inteligência do Reino Unido

Cerca de 70 mil e-mails dos principais meios de comunicação da Europa e dos EUA foram interceptados pela agência de inteligência do Reino Unido

Por Redação

O jornal britânico The Guardian divulgou novas denúncias do ex-analista da Agência de Segurança Nacional Americana (NSA), Edward Snowden,  que revelam espionagem da agência de inteligência GCHQ (Quartel-General de Comunicações do Governo) em e-mails de jornalistas que trabalham para algumas das maiores organizações de mídia do Reino Unido e EUA.

O The Guardian, os norte-americanos New York Times e Washington Post, a agência de notícias Reuters, a BBC, o The Sun e o diário francês Le Monde tiveram cerca de 70 mil mensagens colhidas pela agência de inteligência durante 10 minutos em um dia de novembro de 2008.

De acordo com a reportagem , não há sinais de que os jornalistas tenham sido espionados intencionalmente. Os e-mails teriam sido capturados e compartilhados no sistema interno do GCHQ como parte do teste de uma nova ferramenta de grampos. Porém, outro documento vazado por Snowden revela um relatório que teria listado “jornalistas investigativos” como uma “ameaça” juntamente com terroristas e hackers.

Veja também:  INSS pode parar em setembro por falta de recursos, diz nota técnica da direção do órgão

O porta-voz do GCHQ declarou que o órgão não comenta assuntos de inteligência, mas ressaltou que todo “o trabalho do GCHQ é realizado de acordo com o uma estrutura legal rígida, o que garante que nossas atividades sejam autorizadas, precisas e adequadas, e que haja uma supervisão rigorosa, vinda da Secretaria de Estado, de comissários dos serviços de inteligência e interceptação e do Comitê de Inteligência e Segurança do Parlamento”.

Com informações do Observatório da Imprensa

Foto: Praag.org 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum