sábado, 24 out 2020
Publicidade

JN desmente discurso de Bolsonaro na ONU com informe do Banco Central

Titular do Planalto disse em discurso que país tinha aumentado investimento estrangeiro, mas autoridade monetária revelou dados que mostram o contrário no dia seguinte

O “Jornal Nacional”, da Rede Globo, desmentiu nesta quarta-feira (23) parte do discurso de Jair Bolsonaro na Organização das Nações Unidas (ONU) em que ele afirma que o Brasil teve aumento de investimentos estrangeiros mesmo durante a pandemia.

“O Banco Central divulgou hoje uma queda dos investimentos estrangeiros no país. O contrário do que disse o presidente Bolsonaro ontem na ONU”, disse William Bonner na chamada para a matéria.

A seguir, o telejornal mostrou os dados do Banco Central divulgados nesta quarta-feira (23). Os números revelam que o investimento direto estrangeiro no país entre janeiro e agosto deste ano somaram US$ 26,957 bilhões. O valor representou uma queda de 41% em relação aos US$ 46 bilhões do mesmo período do ano passado. E foi o menor montante para o período desde 2009.

Leia também: Bolsonaro mentiu na ONU sobre aumento de investimento estrangeiro durante a pandemia

Houve ainda, nos oito primeiros meses deste ano, uma retirada de US$ 28,281 bilhões de aplicações financeiras no Brasil por parte de investidores estrangeiros. O valor inclui ações, fundos de investimentos e títulos da renda fixa. Essa foi a maior fuga de recursos de aplicações do tipo desde o início da série histórica, em 1995, segundo os dados do BC.

Na matéria, depois de mostrar os dados contabilizados pela autoridade monetária do Brasil, o Jornal Nacional mostrou o trecho do discurso na ONU em que Bolsonaro afirmou o contrário. “O Brasil foi, em 2019, o quarto maior destino de investimentos diretos em todo o mundo”, disse o titular do Planalto. “E, no primeiro semestre de 2020, apesar da pandemia, verificamos um aumento do ingresso de investimentos, em comparação com o mesmo período do ano passado. Isso comprova a confiança do mundo em nosso governo”, completou ele.

Fabíola Salani
Fabíola Salani
Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.