Joice Hasselmann diz que Eduardo Bolsonaro “vai fazer companhia para o irmão na cadeia”

Acusada pelo filho do presidente de articular esquema de corrupção, antiga aliada rebate: “vai pagar pelas mentiras espalhadas e financiadas com dinheiro público. Bandido, miliciano!”

O deputado federal Eduardo Bolsonaro amplificou nesta segunda-feira (20) uma acusação contra Daniel França, marido da deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP). O filho do presidente Jair Bolsonaro publicou em sua conta no Twitter um vídeo do deputado estadual bolsonarista Anderson Moraes, do Rio de Janeiro.

Segundo o relato de Moraes e a própria mensagem escrita por Eduardo Bolsonaro, Daniel França vai ganhar mais de R$ 5 milhões em um contrato com o governador do Rio, Wilson Witzel, “para prestar um serviço que já é disponibilizado gratuitamente pelo Ministério da Saúde”.

“Deputado diz que Joice articulou tudo”, frisou Bolsonaro. Nome forte do PSL na campanha, Hasselmann foi uma das principais aliadas do presidente e chegou a ser líder do governo na Câmara, mas entrou na mira da família depois que rompeu com o bolsonarismo.

Hasselmann respondeu a mensagem de Eduardo Bolsonaro e não poupou palavras. “Seu vagabundo, mentiroso, quadrilheiro. Você vai pagar pelas mentiras espalhadas e financiadas com dinheiro público! Vai fazer companhia para seu irmão na cadeia. Bandido, miliciano!”, escreveu a deputada. O bate-boca também se reproduziu no Instagram.

Avatar de Ricardo Ribeiro

Ricardo Ribeiro

Correspondente da Fórum na Europa. Jornalista e pesquisador, é mestre em Jornalismo e Comunicação pela Universidade de Coimbra e doutorando em Política na Universidade de Edinburgh. Trabalhou na Folha de S.Paulo, Agora e UOL, entre 2008 e 2017, como repórter e editor.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR