sexta-feira, 30 out 2020
Publicidade

Jornal francês Liberatión cita prefeitura petista como exemplo de combate ao coronavírus “à revelia de Bolsonaro”

Reportagem mostra estratégia de testagem em massa e isolamento de contaminados fez cidade ficar com mortalidade em um terço da nacional

O jornal francês Libération trouxe na edição desta segunda-feira (28) uma reportagem mostrando a eficácia da estratégia de combate à pandemia do novo coronavírus adotada pela Prefeitura de Araraquara (SP), administrada pelo PT. O resultado foi que a cidade ostenta uma mortalidade devido à doença que fica em um terço do índice nacional.

A reportagem destaca que a estratégia foi aplicada “à revelia da política de Bolsonaro”. Desde o início da pandemia, Jair Bolsonaro (sem partido) se revelou um negacionista da doença e sua gravidade, chamando-a de “gripezinha” e sendo contra medidas de quarentena para evitar a propagação da Covid-19.

Mas, em Araraquara, o prefeito Edinho Silva (PT) foi por outro caminho. A correspondente Chantal Rayes conta que seu segredo foi testar em massa a população da cidade. Com isso, as autoridades puderam isolar e tratar rapidamente os contaminados. “Um método pouco frequente no Brasil, sete meses após o início da epidemia”, destacou a jornalista.

A reportagem ainda traz dados da pandemia no Brasil. O texto informa que o país terceira posição entre os casos positivos (mais de 4,7 milhões) e a segunda em número de mortos (mais de 140 mil), um quarto dos óbitos apenas no Estado de São Paulo.

Em Araraquara, destaca a reportagem, a média é de 9 mil testes PCR por 100 mil habitantes, quatro vezes mais que a média brasileira.

O resultado é que, enquanto o Brasil tem uma taxa de letalidade de 3% dos casos de Covid-19, na cidade administrada pelo PT o índice é menor do que 1%.

Fabíola Salani
Fabíola Salani
Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.