Juíza solta detenta vegana por falta de alimentação adequada e é atacada nas redes

A magistrada foi às redes defender a sua decisão e afirmou que a liberdade monitorada foi concedida à ré por motivos de saúde

A juíza Placidina Pires, da Vara dos Feitos Relativos a Organizações Criminosas e Lavagem de Capitais de Goiás, está sendo atacada nas redes porque concedeu prisão domiciliar a uma detenta vegana.

Placidina Pires concedeu liberdade provisória a ré por conta de sua dieta vegana (não consome alimentos de origem animal), pois, a unidade prisional onde a detenta se encontrava não tinha cardápio com opção vegana.

Posteriormente a sua decisão, a juíza virou alvo de grupos da extrema direita. Diante disso, Pires foi às redes se defender e afirmou que a liberdade com monitoração eletrônica foi concedida não porque a ré é vegana, mas, porque por conta de sua alimentação restrita, apresentava grave estado de saúde.

“Além disso, é primária (a ré), o crime não é de natureza violenta (decorrente do jogo do bicho), possui endereço certo (advogada) e não havia risco de fuga ou de que venha a atrapalhar a instrução processual. O Ministério Público, inclusive, concordou com a soltura”, disse a juíza.

A Associação dos Magistrados Brasileiros soltou uma nota em defesa da juíza e afirmou que a decisão da magistrada foi “devidamente fundamentada na Constituição Federal e legislação aplicável”.

A ré é uma advogada suspeita de integrar um esquema de lavagem de dinheiro e jogos de azar.

Com informações do portal Migalhas.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR