O que o brasileiro pensa?
14 de julho de 2020, 22h19

Justiça decreta falência da Avianca Brasil, que deixa mais de R$ 2,7 bilhões em dívida

Sem operar desde maio de 2019, empresa área não pagou funcionários e credores

Foto: Wikipedia/João Carlos Medau

A Justiça de São Paulo decretou nesta terça-feira (14) a falência da Avianca Brasil a pedido da própria companhia aérea. A empresa tinha dívidas que somavam mais de R$ 2,7 bilhões e estava em recuperação judicial desde dezembro de 2018.

A Avianca Brasil estava sem operar desde maio do ano passado e, até o momento, não pagou nem os créditos trabalhistas, que têm preferência em planos de recuperação. A companhia chegou a ter mais de 5.300 funcionários, segundo o sindicato dos aeroviários de São Paulo.

Em sua decisão, o juiz Tiago Limongi, da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, diz que o plano de recuperação judicial tornou-se inexequível com a inatividade da empresa. Ele deu 60 dias para que a Avianca liste seus ativos, mas os credores avaliam que não há nada que possa quitar as dívidas.

A maioria dos operadores aeroportuários e companhias de leasing já teriam desistido de receber valores a que têm direito. Alguns credores maiores avaliam rastrear ativos do empresário José Efromovich, que controlava a Avianca Brasil.

A sentença atendeu uma solicitação de autofalência da empresa, feita no último dia 3. No pedido, a Avianca Brasil alegou que a Agência Nacional de Aviação Civil e decisões judiciais suspenderam o leilão de seus slots (horários de pousos e decolagens), o que tornou impossível cumprir o plano de recuperação judicial.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum