Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de junho de 2007, 12h00

Leite e uniforme não chegam a crianças da rede municipal em São Paulo

O vereador Antonio Donato (PT) denuncia que programas da prefeitura de São Paulo para estudantes estão parados, enquanto a administração deixa R$ 5 bilhões na conta bancária.

A prefeitura de São Paulo tem deixado à míngua estudantes da rede municipal de ensino. Programas importantes como o Leve Leite, que garante leite em pó para um milhão de crianças, e a distribuição de uniformes para alunos, têm enfrentado sérias dificuldades e simplesmente pararam de funcionar. O vereador Antonio Donato (PT) fala sobre que medidas tomadas para reverter a atual situação.

FÓRUM – Quando o problema com a falta de entrega do leite começou a ser detectado?

ANTÔNIO DONATO – Começamos a receber reclamações no mês de abril, mais localizado na zona Norte. Mais tarde o problema se espalhou pela cidade. A prefeitura nessa questão vem seguindo uma lógica puramente contábil, há R$ 5 bilhões em caixa de um orçamento total de R$ 20 bilhões. Eles não estão comprando o leite por conta de reajuste que teve origem no mercado internacional. É como se um pai de família deixasse de comprar leite para seus filhos por conta de um aumento de preços, mesmo tendo dinheiro na poupança.

FÓRUM – E em relação ao uniforme escolar?

DONATO – O Paulo Fiorilo está acompanhando essa questão mais de perto, mas é curioso que na campanha eles falaram tanto de planejamento e falharam nessa área. Deram a desculpa de que o problema é logística, de uma empresa que tinha se responsabilizado de fazer a distribuição. Assim, o uniforme que era para ser entregue em março só vai chegar em julho, agosto. Só é possível explicar esse tipo de atitude por uma eventual necessidade de manter o caixa alto para o Itaú, agora responsável pelo pagamento dos funcionários da prefeitura, capitalizar com isso.

FÓRUM – Outro problema que salta aos olhos é o das salas de lata, também alvo de promessas durante a campanha…

DONATO – Todas as escolas de lata que foram substituídas tiveram seu processo iniciado durante o governo da Marta, ou seja, eles não precisaram fazer nada. Já as salas de lata das escolas de alvenaria continuam do mesmo jeito.

FÓRUM – Que medidas a Câmara tem tomado em relação a essas questões?

DONATO – Além da convocação da responsável pelo programa Leve Leite, que virá até aqui na quarta-feira [20], eu e o Paulo Fiorilo entramos com uma representação no Ministério Público para que ele apure as responsabilidades no caso da distribuição do leite.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags