Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de Maio de 2016, 14h15

Leticia Sabatella relata ao papa preocupação com crise política no Brasil

Para a atriz, a democracia brasileira está ameaçada com a imposição de um "impeachment sem justificativa"; ela acredita que o papa possa dar visibilidade ao problema da intolerância política disseminada no país.

Para a atriz, democracia brasileira está ameaçada com a imposição de um “impeachment sem justificativa”; ela acredita que o papa possa dar visibilidade ao problema da intolerância política disseminada no país

Por Redação*

A atriz Leticia Sabatella e a juíza Kenarik Boujikian Felippe, do Tribunal de Justiça de São Paulo, tiveram um encontro com o papa Francisco na segunda-feira (9) para falar sobre os problemas enfrentados pelo Brasil atualmente. O encontro ocorreu na Casa Santa Marta, residência do pontífice, e durou cerca de 45 minutos.

A artista, que é reconhecida por seu envolvimento com causas sociais, chamou a atenção para o clima de intolerância disseminado no país. “É como uma doença, acho que é pertinente pedirmos o auxílio e levar ao papa o que está acontecendo. Existe uma sombra, um ódio, uma busca pelo bode expiatório que não vai resolver a situação”, relatou à imprensa.

Em entrevista à Rádio Vaticano, Sabatella falou a respeito do tema tratado na audiência. “Acho que a democracia é para ser cuidada neste momento em que está correndo um grande risco, em que está sendo aviltada, no momento em que a Constituição é rasgada e é imposto o impeachment sem justificativa. A gente fica preocupado com quantos direitos vão ser perdidos a partir daí”, disse.

Para a atriz, o líder religioso pode ajudar a dar visibilidade ao fato. “Acho que o papa Francisco deve falar algo em breve sobre o diálogo, sobre essa busca pelo diálogo, para que a gente chegue a conclusões melhores. Mas o que eu posso dizer é que ele nos escutou”, concluiu.

Em entrevista exibida ontem no Programa do Jô, ela abordou os ataques que tem recebido nas redes sociais por se colocar contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff e explicou sobre o funcionamento da Lei Rouanet, frequentemente usada para acusar artistas de defenderem o governo em troca de apoio para projetos.

* Com informações da Agência RFI, de Roma


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum