Fórumcast #19
23 de março de 2015, 09h12

Levy discute com Congresso proposta de taxação de grandes fortunas

A proposta envolve a criação de um imposto federal para taxar a renda dos contribuintes obtida por meio de doações e heranças e outros tipos de transferências que não envolvam a venda de ativos; essa seria uma forma de aumentar a base de tributação no país e atingir contribuintes com renda mais elevada.

A proposta envolve a criação de um imposto federal para taxar a renda dos contribuintes obtida por meio de doações e heranças e outros tipos de transferências que não envolvam a venda de ativos; essa seria uma forma de aumentar a base de tributação no país e atingir contribuintes com renda mais elevada

Por Redação*

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, participou de reunião com o presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), sobre um projeto alternativo à proposta de taxação de grandes fortunas. O modelo em estudos pela equipe do ministro, e que deve ser enviado em breve ao Legislativo, é o adotado pelos ingleses, em que há uma tributação sobre as heranças.

A proposta envolve a criação de um imposto federal para taxar a renda dos contribuintes obtida por meio de doações e heranças e outros tipos de transferências que não envolvam a venda de ativos. Seria uma forma de aumentar a base de tributação no país e atingir contribuintes com renda mais elevada. Esse tipo de medida, para ser aprovada, irá exigir mudanças na Constituição Federal, por meio de uma emenda constitucional e dois turnos de votação.

Veja também:  Empresa acusada de ligação com clã Bolsonaro fechou acordo ilegal de energia com o Paraguai

* Com informações da Agência Estado

Foto de capa: Wilson Dias/ABr


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum