Fórumcast #19
31 de agosto de 2016, 13h10

Lewandowski aceita fazer duas votações do impeachment

Na reta final do processo, uma votação decidirá se Dilma Rousseff deve sofrer o impeachment; a outra irá definir se a presidenta mantém seus direitos políticos, podendo ocupar cargos e funções públicas no futuro.

Na reta final do processo, uma votação decidirá se Dilma Rousseff deve sofrer o impeachment; a outra irá avaliar se a presidenta mantém seus direitos políticos, podendo ocupar cargos e funções públicas no futuro

Por Matheus Moreira

Após o debate dos senadores sobre pedido de votação da cassação do mandato de Dilma Rousseff separada da votação da cassação dos direitos políticos, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que comanda a sessão, aceitou a solicitação.

Com o deferimento, Dilma poderia, caso ganhe na segunda votação, manter os seus direitos políticos e, portanto, ocupar cargos e funções públicas. Do contrário, ela ficaria inelegível por oito anos e impossibilitada de assumir função pública pelo mesmo período, a partir de 1º de janeiro de 2019.

O pedido foi parte da estratégia do PT para minimizar o eventual impacto, caso a presidenta seja afastada definitivamente por dois terços do Senado. A bancada do partido na Casa acredita que o sentimento de culpa pela rigidez da punição a Dilma pode tornar mais plausível a votação em separado.

Foto de capa: Lula Marques

Veja também:  “Não é digno de ocupar a Presidência”, diz Márcio Jerry a deputado com dois processos no Conselho de Ética

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum