Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de outubro de 2014, 13h09

Entidades e ativistas LGBT declaram apoio a Dilma Rousseff

Organizações reconhecem recuos do atual governo, porém, atentam para o fato de que os principais líderes anti-LGBT estão com a candidatura de Aécio Neves

Organizações reconhecem recuos do atual governo, porém, atentam para o fato de que os principais líderes anti-LGBT estão com a candidatura de Aécio Neves

Por Marcelo Hailer

Organizações e ativistas LGBT lançaram na ultima sexta-feira (17) manifesto no qual declaram apoio à candidatura de Dilma Rousseff (PT) à presidência da República. No texto, os grupos, que somam mais 800, reconhecem que a primeira gestão da presidenta foi marcada por alguns recuos, porém, dizem que as principais lideranças anti-LGBT estão ao lado da candidatura de Aécio Neves (PSDB).

“Entendemos que, apesar dos recuos no primeiro governo Dilma, todos eles denunciados por nós, foi a partir do governo Lula que a pauta dos Direitos Humanos e das mulheres, LGBTs, negras/os e outras, avançou em nosso país. Apoiamos Dilma e reivindicamos que seu segundo governo volte a dar centralidade a essas pautas históricas, reafirmando os seus compromissos (a exemplo do seu apoio à criminalização da homofobia, já divulgado) em prol de um Brasil livre de qualquer discriminação, seja ela motivada por orientação sexual, identidade de gênero, raça/etnia ou qualquer outra característica”, diz o texto.

O presidente da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Ttransexuais e Travestis) e um dos articuladores do manifesto, Carlos Magno, disse que o posicionamento é importante para que não haja retrocessos. “O manifesto foi uma construção coletiv, envolvendo acadêmicos, intelectuais, artistas e militantes LGBT, pois o momento politico do país precisa de uma posição e uma ação em conjunto para que não haja retrocesso, para que o setor homofóbico não saia vencedor nessa eleição. Por isso lançamos o manifesto de apoio a Dilma presidenta”, explica Magno.

A seguir, confira o manifesto e aqui você pode aderir o manifesto e conferir a lista completa de apoiadores:

“MANIFESTO DILMA PRESIDENTA PELA DIVERSIDADE SEXUAL E DE GÊNERO

Nós, pessoas envolvidas na luta pelos direitos e cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) e pelo respeito à diversidade sexual e de gênero no Brasil, manifestamos o nosso apoio à candidatura a reeleição da presidenta Dilma Rousseff.

Votamos e apoiamos Dilma apesar de alguns recuos terem marcado seu primeiro mandato nesses temas, vários deles em função da falta de diálogo com a sociedade civil organizada que trabalha com a diversidade sexual e de gênero e da pressão realizada por bancadas de deputados e senadores no Congresso Nacional de concepções ultraconservadoras que se materializaram em posicionamentos que violam direitos das pessoas LGBT, e que, infelizmente, tem crescido a cada ano em nosso país.

Nosso apoio está baseado nos seguintes pressupostos:

1. Entendemos que o quadro político atual, em que os maiores representantes do conservadorismo e do fundamentalismo religioso estão ao lado do candidato oponente, o segundo mandado da presidenta Dilma pode e deve implantar políticas públicas efetivas para o respeito à diversidade sexual e de gênero, a exemplo das já discutidas amplamente em diversas conferências nacionais de LGBTs, Juventude, Mulheres, de Promoção da Igualdade Racial, entre outras realizadas em nosso país. O quadro político atual evidencia um realinhamento de forças e mostra que Dilma é quem terá mais condições políticas de implantar e ampliar políticas nessas áreas;

2. Entendemos que, apesar dos recuos no primeiro governo Dilma, todos eles denunciados por nós, foi a partir do governo Lula que a pauta dos Direitos Humanos e das mulheres, LGBTs, negras/os e outras, avançou em nosso país. Apoiamos Dilma e reivindicamos que seu segundo governo volte a dar centralidade a essas pautas históricas, reafirmando os seus compromissos (a exemplo do seu apoio à criminalização da homofobia, já divulgado) em prol de um Brasil livre de qualquer discriminação, seja ela motivada por orientação sexual, identidade de gênero, raça/etnia ou qualquer outra característica;

3. Entendemos que as conquistas sociais, econômicas, educacionais e culturais, alcançadas pelo governo Dilma, precisam ser continuadas, ampliadas e melhoradas. Elas foram importantíssimas para as pessoas que sofrem discriminações, pois deram condições a uma vida melhor, como o acesso à moradia, à escola ou à universidade. É evidente que milhares de pessoas discriminadas melhoraram de vida e foram empoderadas a partir das ações e políticas desse governo. É pelo exposto acima que nos mobilizamos em apoio à reeleição da presidenta e conclamamos: DILMA, MUDA MUITO MAIS!

14 de outubro de 2014″

Foto: Coligação Com a Força do Povo


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum