Líder do PT na Câmara aciona governo Bolsonaro para explicar publicidade em sites de fake news

O deputado Enio Verri (PT-PR) protocolou requerimento para que a Presidência esclareça como a Secretaria de Comunicação utiliza os recursos públicos

O líder do PT na Câmara, o deputado Enio Verri (PR), entrou com requerimento na última segunda-feira (25) para que Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) do governo Jair Bolsonaro esclareça os anúncios da administração em sites de fake news.

De acordo com o deputado, a Secom realizou gastos milionários em publicidade, com dinheiro público, que financia sites que distribuem conteúdo falso e até um ligado à atividade ilegal de jogo do bicho, o que precisa ser esclarecido perante a opinião pública.

O requerimento protocolado na Câmara é endereçado ao ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, general Luiz Eduardo Ramos. O governo tem 30 dias para responder.

O líder do PT requer informações sobre todos os contratos e destinação de verbas de publicidade institucional e de utilidade pública do governo federal ao longo de 2019 até o dia 30 de abril último.

Em maio, reportagem destacou que a publicidade do governo Bolsonaro sobre a reforma da Previdência abasteceu sites de jogos de azar e fake news, mas, desde a data, a Secom se nega a informar os gastos destalhados de publicidade.

Avatar de Ricardo Ribeiro

Ricardo Ribeiro

Correspondente da Fórum na Europa. Jornalista e pesquisador, é mestre em Jornalismo e Comunicação pela Universidade de Coimbra e doutorando em Política na Universidade de Edinburgh. Trabalhou na Folha de S.Paulo, Agora e UOL, entre 2008 e 2017, como repórter e editor.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR