Líder do PT na Câmara aciona governo Bolsonaro para explicar publicidade em sites de fake news

O deputado Enio Verri (PT-PR) protocolou requerimento para que a Presidência esclareça como a Secretaria de Comunicação utiliza os recursos públicos

O líder do PT na Câmara, o deputado Enio Verri (PR), entrou com requerimento na última segunda-feira (25) para que Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) do governo Jair Bolsonaro esclareça os anúncios da administração em sites de fake news.

De acordo com o deputado, a Secom realizou gastos milionários em publicidade, com dinheiro público, que financia sites que distribuem conteúdo falso e até um ligado à atividade ilegal de jogo do bicho, o que precisa ser esclarecido perante a opinião pública.

O requerimento protocolado na Câmara é endereçado ao ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, general Luiz Eduardo Ramos. O governo tem 30 dias para responder.

O líder do PT requer informações sobre todos os contratos e destinação de verbas de publicidade institucional e de utilidade pública do governo federal ao longo de 2019 até o dia 30 de abril último.

Em maio, reportagem destacou que a publicidade do governo Bolsonaro sobre a reforma da Previdência abasteceu sites de jogos de azar e fake news, mas, desde a data, a Secom se nega a informar os gastos destalhados de publicidade.

Avatar de Ricardo Ribeiro

Ricardo Ribeiro

Correspondente da Fórum na Europa. Jornalista e pesquisador, é mestre em Jornalismo e Comunicação pela Universidade de Coimbra e doutorando em Política na Universidade de Edinburgh. Trabalhou na Folha de S.Paulo, Agora e UOL, entre 2008 e 2017, como repórter e editor.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR