Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de dezembro de 2019, 12h34

Lula: “O que fizeram com meu filho foi um gesto de insanidade”

Em entrevista exclusiva à Forum, Lula diz que Lava Jato virou "comitê de partido político": Estão com medo de ficarem desmoralizados

Lula em Seminário das Mulheres do PT (Reprodução)

Em entrevista exclusiva à Revista Fórum nesta quarta-feira (11), o ex-presidente Lula da Silva (PT) comentou sobre a nova investida da Lava Jato contra o seu filho Fábio Luis, comparando o gesto da força-tarefa com o que viveu durante seu julgamento pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no final de novembro.

Na ocasião, o Tribunal ignorou recomendação do Supremo Tribunal Federal (STF) de dar prosseguimento normal ao caso do sítio de Atibaia e, segundo a defesa do ex-presidente, julgamento foi político e repleto de irregularidades. Em pronunciamento na época, o advogado Cristiano Zanin sustentou que investida tinha como objetivo confirmar a condenação e aumentar a pena de Lula.

“O que aconteceu ontem [no caso de Fábio Luís] é um pouco do que aconteceu com o TRF-4 na semana passada. Passaram meu processo na frente de outros, numa decisão que todos os juristas acham que foi irresponsável, e resolveram aumentar a minha condenação. O inquérito tinha sido arquivado, eles levantaram de novo por medo”, relatou o ex-presidente.

Lula ainda afirmou que o processo contra seu filho foi um gesto de insanidade e mostra o quanto o procurador Deltan Dallagnol “deve uma desculpa” à sociedade. “Ele deveria ter sido desonerado. A mentira chegou a tal nível que não tem rota de fuga”, comentou.

Na terça-feira (10), em sinal de desespero, a Lava Jato iniciou sua 69ª fase de investigações com 47 mandados de busca a apreensão. A ação batizada de “Mapa da Mina” investiga repasses do grupo Oi/Telemar para uma empresa do filho do ex-presidente. No entanto, a juíza Gabriela Hardt, de Curitiba, negou o pedido de prisão contra Fábio Luis. Para ela, não houve necessidade de prender os investigados, pois já foram alvo de outra busca e apreensão, em 2016.

A operação é um desdobramento da 24ª etapa da Lava Jato (Operação Alethéia), em que Lula foi levado a depor através de “condução coercitiva”. A operação se tratou de um espetáculo midiático-policial operado pelo então juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, em 4 de março de 2016.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum