Madalena, a primeira vereadora travesti de Piracicaba, é assassinada

O corpo da ex-parlamentar e líder comunitária foi encontrado em sua casa com sinais de violência; ainda não há suspeitos

A ex-vereadora Madalena Leite foi encontrada morta no início da madrugada desta quarta-feira (7), em Piracicaba (SP). De acordo com a Polícia Militar, a ex-parlamentar foi encontrada com sinais de violência.

Segundo informações divulgadas pela Polícia Militar, Madalena foi encontrada por volta da meia-noite e meia em sua casa por um vizinho. De acordo com o Boletim de Ocorrência, o rosto dela tinha marcas de violência

O vizinho que encontrou Madalena disse aos policiais que tinha a chave do imóvel, já que sempre estava por ali, mas, ao chegar na casa encontrou o portão da frente apenas encostado, foi quando ele chamou a polícia.

O caso foi registrado como homicídio e ainda não há suspeitos para o crime.

Madalena tinha 64 anos e fez história ao se tornar a primeira travesti a se eleger para a Câmara Municipal de Piracicaba, em 2012, pelo PSDB. À época, ela foi a segunda mais votada com 3.035 votos.

Antes de assumir o mandato como vereadora, Madalena já era uma líder comunitária e era considerada uma grande liderança política de Piracicaba.

Presidiu o centro comunitário do bairro Boa Esperança e foi candidata a vereadora quatro vezes (1988, 2004, 2008 e 2012). Em 2016 pediu afastamento para se tratar de um câncer e desistiu de concorrer à reeleição por conta de constantes ataques racistas que sofria.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR